33% dos brasileiros diminuíram a frequência das relações sexuais

Pesquisa Opiniões Covid-19 demonstra que o sexo tem influência direta no humor

(Foto: Getty Images)
21% dos que reduziram a frequência das relações afirmaram estar muito mais mal humorados
De acordo com a terceira onda do estudo Opiniões Covid-19, realizado entre 18 a 22 de junho, 33% dos brasileiros revela estar fazendo menos sexo durante a pandemia do novo coronavírus.

As razões associadas ao comportamento, segundo a pesquisa, são: familiares morando junto (24% deram esta justificativa), medo da doença (24%), falta de vontade pessoal (23%), não encontra mais o parceiro com a mesma frequência (18%) e instabilidade econômica/preocupação (15%).

Há, no entanto, 13% da população que conta estar tendo mais relações sexuais neste período. No caso desta parcela, os motivos são: ter parceiro fixo (39%), mais tempo disponível (30%), privacidade em casa (25%), aumento da vontade pessoal (14%) e maior carência (12%).

As perguntas direcionadas à relação do sexo com o bom ou mau humor demonstraram que parece haver uma influência direta – 21% dos que reduziram a frequência das relações afirmaram estar muito mais mal humorados ao passo que 20% dos que aumentaram disseram estar muito mais bem humorados.

A pesquisa realizada pela Perception, Engaje! Comunicação e Brazil Panels, entrevistou 525 pessoas online, em todas as regiões do Brasil, homens e mulheres com mais de 18 anos, das classes ABCD, com margem de erro de mais ou menos 4,05%, para saber a opinião dos brasileiros sobre o cenário da pandemia. Esta é a terceira onda do estudo, cuja primeira onda foi realizada entre 1º e 3 de abril, e a segunda entre 29 de abril e 1º de maio.

Fonte: Engaje! Comunicação Inteligente
33% dos brasileiros diminuíram a frequência das relações sexuais 33% dos brasileiros diminuíram a frequência das relações sexuais Reviewed by Redação on 7/23/2020 05:40:00 PM Rating: 5

Nenhum comentário

Fale com a redação: contato@portaltelenoticias.com

-

Publicidade

-