Mais do que corpo, ‘A Maratona de Brittany’ valoriza saúde das relações interpessoais

Vencedora do prêmio da audiência em Sundance, comédia fez parte da atual Mostra de São Paulo

Crítica | Por Thiago Mendes
thiagomendes@portaltelenoticias.com

(Foto: divulgação)
Comediante Jillian Bell estrela um filme pela primeira vez

Baseada em uma história real, esta comédia levemente dramática, estreia de Paul Downs Colaizzo como roteirista e diretor, não deixa de ser, também, um filme de autoajuda - “a feel good movie”, como os americanos costumam dizer. Um rótulo não necessariamente negativo, na medida em que o enredo se desenrola sem exageros de autopiedade entre os personagens, ou mesmo humilhações excessivas, que poderiam artificializar nossa relação com a protagonista.

Aos 27 anos, Brittany (Jillian Bell) não tem um estilo de vida dos mais saudáveis. Seu corpo e sua mente já não disfarçam os sintomas. Seguindo recomendações médicas, decide começar a correr. De início, cada quarteirão percorrido representa uma épica vitória para ela. Aos poucos, adquire ritmo, perde peso, eleva sua autoestima. Junto a amigos conquistados durante a prática dos exercícios, desafia-se a correr a Maratona de Nova York do ano seguinte.

(Foto: divulgação)
Seth (Micah Stock) se torna o melhor amigo de Brittany
É então que o roteiro agradavelmente surpreende. Enquanto esperamos sequências em estilo ‘Rocky, O Lutador’, com Brittany arduamente se preparando ao som de músicas pop com letras motivacionais, o filme nos entrega uma pertinente reflexão sobre a qualidade de nossas relações pessoais. Tanto quanto um corpo saudável, manter amizades sadias é igualmente fundamental para nosso bem-estar. Durante sua preparação, Brittany percebe o quanto sua relação com Gretchen (Alice Lee), companheira de apartamento e melhor amiga, lhe faz mal. Ao mesmo tempo, recebe de seus colegas de treino - Catherine (Michaela Watkins) e Seth (Micah Stock) - todo o apoio que não esperaria ter.

Só aí, temos elementos suficientemente importantes para sustentar um filme que já se mostrava interessante. Em grande parte, devido ao cirúrgico senso de humor de sua protagonista. Jillian Bell ri de si mesma com cativante graciosidade, enquanto habilmente nos revela, também, a insatisfação de sua personagem com a vida que tem levado.

(Foto: divulgação)
A convivência com Jern (Utkarsh Ambudkar)
cria uma forte amizade entre os dois
A fluidez e originalidade da trama se enroscam a partir do momento em que Colaizzo insere um conflito amoroso no meio, trazendo junto típicas convenções de uma comédia romântica. Apesar de divertida, as interações entre Brittany e Jern (Utkarsh Ambudkar) se alongam em demasia, penosamente nos afastando do fio principal. No fim das contas, estamos lidando com o cinemão industrial, onde não só se exige finais felizes, como jamais os protagonistas terminam sem conquistar e ter seu coração igualmente laçado.

‘A Maratona de Brittany’ é, de toda forma, agradável, importante e corajoso. Ao ser estrelado por uma atriz que rompe os padrões mercadológicos de beleza corporal, coloca Jillian Bell num respeitoso time composto por feras como Amy Schumer (indicada ao Globo de Ouro por ‘Descompensada’, 2015), Melissa McCarthy (indicada ao Oscar deste ano por ‘Poderia me Perdoar?’), Octavia Spencer (vencedora do Oscar por ‘Histórias Cruzadas’, 2011) e Queen Latifah (indicada ao Oscar por ‘Chicago’, 2002). Ao redor da protagonista, temos ainda uma família homoafetiva, devidamente casada e com filho.

O próximo passo é que características como essas se tornem comuns em produções cinematográficas, e indo além. Atrizes “plus size” protagonizando filmes nos quais suas formas físicas já não estejam no centro das tramas (como ainda é o caso de ‘Brittany’), e casais homoafetivos passando de coadjuvantes a protagonistas, tornando-se figuras cada vez mais familiares ao espectador frequente.

VEJA O TRAILER:
A Maratona de Brittany (Brittany Runs a Marathon)
EUA, 104 min, 2019 - Dir.: Paul Downs Colaizzo - Estreou em 24/10.

As opiniões expressas nessa coluna são de inteira responsabilidade do autor e não refletem necessariamente a opinião do Portal Telenotícias.
Mais do que corpo, ‘A Maratona de Brittany’ valoriza saúde das relações interpessoais Mais do que corpo, ‘A Maratona de Brittany’ valoriza saúde das relações interpessoais Reviewed by Thiago S. Mendes on 10/28/2019 08:30:00 AM Rating: 5

Nenhum comentário

Fale com a redação: contato@portaltelenoticias.com

-

Publicidade

-