Genial, ‘Bio - Construindo Uma Vida’ exalta arte de estimular a imaginação

Filme conquistou prêmios do público e do júri especial em Gramado 2017

Crítica | Por Thiago Mendes
thiagomendes@portaltelenoticias.com

(Foto: divulgação)
Sheron Menezzes está entre os 39 atores que compõem o elenco de 'Bio'
A metade do ano ainda se aproxima, mas um dos grandes filmes nacionais de 2019 já foi lançado. ‘Bio - Construindo Uma Vida’ é um bem-humorado falso documentário (conhecido no meio como “mocumentário” - do inglês “mockumentary”) em que acompanhamos a vida de um renomado cientista brasileiro desde o seu nascimento, em 1959, até sua partida em 2070, aos 111 anos.

Escrito e dirigido por Carlos Gerbase, roteirista de séries da Rede Globo nos anos 90, o inusitado em ‘Bio’ é sua narrativa ser toda construída através de depoimentos. 39 ao todo. Pais, irmãos, professores, médicos, amigos, esposas, filhos e agregados sucedem-se ao longo de quase duas horas, relatando em ordem cronológica os mais diversos e curiosos episódios da história do cientista, que era fascinado por bugios (pequeno primata que habita a América Latina), incapaz de mentir, e que passou seus últimos anos à procura de vida extraterrestre e de meios que pudessem perpetuar sua existência.

(Foto: divulgação)
Maria Fernanda Cândido interpreta uma exobióloga
pela qual o protagonista se apaixona
Um protagonista cuja imagem propriamente dita não se revela em momento algum, mas que a cada declaração dos “entrevistados” vai sendo plenamente construída em nossa mente. Eis a primeira genialidade do filme. ‘Bio’ estimula nossa imaginação como raramente o cinema tem feito. A magia do revelar, sem nos mostrar, é, sem dúvida, a tática mais provocativa e sedutora da 7ª Arte. O que seria do ‘Tubarão’ (1975) de Spielberg se sua criatura já desse as caras logo no início?

Se a ideia de encarar dezenas de depoimentos sucessivos soa como algo cansativo, ela ameaça se confirmar somente no começo. Ainda que a sequência inicial, em que os pais e o médico da família detalham a concepção do cientista, seja hilária. A seguinte, no entanto, em que os irmãos mais velhos nos são apresentados, mais arrastada e com atuações menos convincentes, é a única que destoa das demais.

Aguente firme. Do terceiro trecho em diante o singular roteiro de Gerbase nos absorve por completo. Muito em função de uma montagem que passa a ser mais ágil, mas sobretudo pelas grandes atuações da maior parte do extenso elenco. O psicólogo interpretado por Marco Ricca, o padre de Felipe Kannenberg, e a bióloga de Maria Fernanda Cândido são apenas alguns dos memoráveis destaques.

(Foto: divulgação)
Com atuação destacada, Marco Ricca interpreta um psicólogo
Com pitadas de ficção científica e fantasia - é possível lembrarmos vagamente de ‘Prometheus’ (2012) e ‘Interestelar’ (2014) durante a projeção - outro aspecto genial em ‘Bio’ é a grande reflexão antropológica que sua estrutura promove, na qual o principal objeto de estudo é, como se supõe, seu próprio protagonista invisível. A constante citação às interações sociais entre primatas são sempre colocadas em contraponto aos relacionamentos interpessoais do cientista. A câmera frequentemente subjetiva, nos mostrando seu ponto de vista, é uma forma de dar ao próprio espectador o protagonismo desta história, colocando-o, consequentemente, no centro dessa análise. Afinal, trata-se da saga de todos nós: nascemos, crescemos, morremos. E nesse meio tempo nos relacionamos e convivemos.

A essa altura de envolvimento, um desfecho coerente, que desse alguma explicação racional para se conseguir depoimentos de mais de um século antes, coletados por quem sequer tinha nascido ainda (é a neta quem se encarrega da biografia do avô), já não faria falta. Mas Gerbase reafirma o especial trabalho que realiza em ‘Bio’ nos entregando exatamente isso: uma conclusão que amarra com extrema competência seu brilhante enredo.

VEJA O TRAILER:
Bio - Construindo Uma Vida - Brasil, 105 min, 2017
Dir.: Carlos Gerbase - Estreou em 04/4.

As opiniões expressas nessa coluna são de inteira responsabilidade do autor e não refletem necessariamente a opinião do Portal Telenotícias.
Genial, ‘Bio - Construindo Uma Vida’ exalta arte de estimular a imaginação Genial, ‘Bio - Construindo Uma Vida’ exalta arte de estimular a imaginação Reviewed by Thiago S. Mendes on 4/20/2019 08:26:00 AM Rating: 5

Nenhum comentário

Fale com a redação: contato@portaltelenoticias.com

-

Publicidade

-