Verruga plantar: mal acomete mais crianças

Imunidade mais frágil na infância facilita a contaminação pelo vírus da doença; Quando na planta dos pés, problema prejudica o impacto com o solo

(Foto: divulgação / Doctor Feet )
Vírus não implica em um risco grave para a saúde dos pequenos,
mas é imprescindível eliminá-lo
A verruga plantar, ou “olho de peixe” como é popularmente conhecida, é uma protuberância arredondada que surge, normalmente, na planta dos pés. Causada por um dos mais de 100 tipos diferentes do papilomavírus humano (HPV), sua transmissão ocorre pelo contato da pele com o vírus, sem decorrer de relação sexual, atingindo muito mais crianças que adultos, segundo Cristina Lopes, podóloga e coordenadora técnica da rede Doctor Feet.

“Sua transmissão é mais comum nos pequenos porque eles possuem uma imunidade mais frágil na infância, sendo diferente da imunidade do adulto, principalmente na eficácia e velocidade de resposta ao ataque infeccioso.”, comenta Cristina. Outro motivo é o fato das crianças andarem com mais frequência sem sapatos, favorecendo a entrada do vírus por meio de pequenas lesões nos pés, principalmente em ambientes de convívio comum, onde pessoas com o problema já passaram descalças. Ao tocar a região da verruga, é preciso tomar cuidado para não espalhar o vírus pelo restante do corpo ou transmiti-lo para outras pessoas, pois elas podem nascer também nas mãos e em outros locais.

Cristina comenta que 60% dos atendimentos feitos na rede para o tratamento de verruga plantar são realizados em crianças de 6 a 12 anos, além dos adolescentes, que ainda estão em uma fase de desenvolvimento da imunidade, estabilizada como a de um adulto por volta dos 16 anos. Cristina ressalta também que esse problema, mesmo originário de um vírus, não implica em um risco grave para a saúde dos pequenos, mas é imprescindível eliminá-lo.

Reconhecendo a verruga plantar

Normalmente na planta dos pés, em partes onde o impacto com o solo é maior, essa verruga é caracterizada por espessamentos arredondados e elevação da pele, com cor amarelada e pontos negros centrais. Se ao pressionar lateralmente ocorrer dor, esse pode ser um indício do problema. Percebendo algum desses sinais em uma criança, ou até mesmo em um adultos, o recomendado é procurar um podólogo para confirmar a suspeita, pois calos com núcleo podem ser semelhantes e gerar desconforto igual, mas com tratamentos totalmente diferentes.

Cuidando do problema

O principal método para eliminar a verruga plantar é a crioterapia com nitrogênio líquido. Esse procedimento - que é oferecido em clínicas de tratamento para os pés - cauteriza a verruga sem dor, matando o vírus por congelamento. O tratamento é feito em sessões e não é possível mensurar o número necessário para cada pessoa, pois o resultado depende da reação do organismo de cada um.

Cristina ainda deixa uma dica para para um resultado mais rápido e positivo: "aumentar a imunidade por meio de uma boa alimentação supervisionada e suplementada. É importante, também, não tentar resolver o problema com produtos encontrados em farmácias, pois eles podem mais complicar o quadro do que resolver efetivamente", diz.

Fonte: Markable
Verruga plantar: mal acomete mais crianças Verruga plantar: mal acomete mais crianças Reviewed by Redação on 2/14/2019 02:30:00 PM Rating: 5

Nenhum comentário

Fale com a redação: contato@portaltelenoticias.com

-

Publicidade

-