Adolescentes também podem sofrer com varizes


Varizes surgem geralmente como herança genética, mas fatores como uso precoce de anticoncepcional e sedentarismo podem favorecer o surgimento do problema

(Foto: Getty Images)
Praticar atividade física e utilizar meias de compressão auxiliam na prevenção
Geralmente as varizes são mais comuns em pessoas mais velhas devido aos acontecimentos naturais do organismo. A tendência é que o quadro venha evoluir com o passar do tempo por conta da dilatação das veias. Porém, cada vez mais cedo este problema tem surgido na vida de garotas adolescentes que se encontram em transição para fase adulta.

Segundo o Dr. José Luiz Cataldo, cirurgião vascular da Unicamp, em mulheres mais jovens as varizes surgem geralmente como herança genética do pai ou da mãe, mas outros fatores como o uso precoce de anticoncepcionais, que contém estrógeno e progesterona, hormônios femininos prejudiciais ao sistema venoso. Além disso, o sedentarismo e obesidade também favorecem para que mulheres mais jovens comecem a ter este problema.

“Quando não existem fatores hereditários, outro problema não muito comum, mas que tem aumentado é a má formação do sistema venoso das pernas, onde as veias já nascem com predisposição para se dilatar com o crescimento do fluxo sanguíneo favorecendo a formação das varizes”, explica o cirurgião vascular. A gestação antes dos 20 anos também pode influenciar no aparecimento das varizes, e os sintomas são os mesmos de pessoas mais velhas, porém com uma incidência menor e com maiores chances de prevenção.

“Se a jovem constatar algumas saliências nas pernas, como um pequeno calombo macio e sintomas como dor, sensação de peso ou cansaço nas pernas, queimação, inchaço e manchas escuras nos tornozelos, é importante consultar um médico, pois pode ser o inicio de um problema vascular”, explica o especialista.

Sem os devidos cuidados, as varizes podem alcançar uma fase mais avançada e profunda, que consiste em sangramentos exteriores ou hemorragias interna. Pode ocorrer também a flebite que é a formação de coágulos nas veias, deixando-as duras, doloridas e vermelhas  e que em seu estágio final podem gerar feridas e úlceras. “Por isso a importância da prevenção, do acompanhamento de um cirurgião vascular, realizar atividades físicas e usar meias de compressão graduada para evitar a evolução do problema,” finaliza.

Veja exemplos de meias de compressão:

(Foto: divulgação / Sigvaris)
Exemplo de meia de compressão
Audace (Feminina) - marca Sigvaris
Características:
- Fina Transparência
- Compressão graduada 15-20mmHg
- Grande variedade de modelos e cores (inclusive, modelo Materna)
- Design modelador, elegante e ideal para o dia-a-dia

Indicação de uso:
- Pernas cansadas , doloridas e inchadas.
- Prolongados períodos em pé ou sentado.
- Viagens de longa distância.
- Prevenção de varizes.
- Prevenção de varizes gravídicas (período de gestação).

Actitud (Masculina) - marca Sigvaris
Características:
- Design social
- Compressão graduada 15-20mmHg
- Grande variedade de cores
- Elegantes e ideais para uso diário

Indicação de uso:
- Pernas cansadas, doloridas e inchadas.
- Prolongados períodos em pé ou sentado.
- Viagens de longa distância.
- Prevenção de varizes.
Adolescentes também podem sofrer com varizes Adolescentes também podem sofrer com varizes Reviewed by Redação on 7/01/2013 02:48:00 PM Rating: 5

Nenhum comentário

Fale com a redação: contato@portaltelenoticias.com

-

Publicidade

-