Com atuações inspiradas, ‘Meu Rei’ é drama acima da média

Filme teve 8 indicações ao César, prêmio máximo do cinema francês

Por Thiago Mendes
thiagomendes@portaltelenoticias.com

(Foto: divulgação)
Filme francês tem como tema um relacionamento amoroso vagamente
 inspirado em um dos casamentos da diretora e corroteirista
O sempre complexo relacionamento amoroso entre seres humanos é o tema do quarto longa-metragem de Maïwenn, atriz francesa que há mais de 10 anos também escreve e dirige. Vagamente inspirado em um dos casamentos da diretora e corroteirista, a narrativa se desenrola alternando-se em duas frentes: uma nos mostra a história de Giorgio (Vincent Cassel) e Tony, apelido de Marie-Antoinette (Emmanuelle Bercot), do primeiro encontro ao atribulado casamento entre eles; na outra acompanhamos o processo de fisioterapia que Tony enfrenta para tratar o joelho, lesionado em um acidente.

É na metade inicial que temos os pontos mais altos do filme. Apesar de se perder tempo com a duvidosa explanação da terapeuta associando problemas no joelho à traumas mal resolvidos - a metáfora entre o tratamento e a superação do matrimônio logo será evidente - a cena da primeira aproximação do futuro casal, numa boate, beira a perfeição. Ao som de ‘Easy’, do músico Son Lux, cada movimento e olhar têm suas devidas durações, conduzindo sem pressa, e com expectativa crescente, ao momento em que finalmente há o contato entre os dois. O que não quer dizer que já logo saem aos beijos e amassos. Há o típico bate-papo, o charme mútuo derramado em gestos e palavras, o convite, enfim, para o café da manhã pós-balada. Tudo soando o mais natural possível.

Ao conhecermos o lar de Giorgio, é verdade, somos levados a outro pequeno senão. Como o carrão esportivo já indicara, o sedutor aparenta ter uma carreira bem sucedida. Ou ser um afortunado herdeiro. Ou as duas coisas. Todavia, a primeira hipótese revela-se mais forte. Em seu espaçoso apartamento vemos, de cara, um luxuoso piano, seguido de um painel com uma paisagem paradisíaca ocupando toda a extensão da sala, além de uma mesa de pebolim (ou “totó”, como dizem no Rio). Ele começa a falar de trabalho e, ao menos eu, por tudo que o já foi visto, pelas sagazes frases já proferidas, pela personalidade eloquente do personagem, logo imagino se tratar de um publicitário, ator, marqueteiro, algo nesta linha. Para minha surpresa, no entanto, ele é dono de restaurante, aspirante a ‘chef’. Tudo bem que cozinheiros são também artistas, na medida em que têm na criatividade uma importante ferramenta de trabalho, mas definitivamente não era o arquétipo que os fatos até então observados apontavam, ainda mais quando, salvo uma ou outra exceção, todo o resto dos aspectos apresentados continuarão indicando a mesma conclusão. É algo que soa deslocado, artificial.

(Foto: divulgação)
‘Meu Rei’ tem qualidades e atributos suficientes para colocá-lo acima
da média do que se tem lançado ultimamente
Felizmente tornam-se pormenores diante dos diálogos sempre pertinentes e naturais, do ritmo contínuo e apropriado (ao menos na metade inicial), e, especialmente, da boa direção de atores. Tanto Emmanuelle Bercot, que atuou e coescreveu o filme anterior de Maïwenn, ‘Polissia’ (2011), quanto o já experiente Vincent Cassel (de ‘Cisne Negro’, 2010), estão, de fato, em atuações inspiradas. A química entre os dois parece genuína e rendeu a Bercot o prêmio de melhor atriz em Cannes, no ano passado. Ambos ainda foram indicados ao César deste ano, prêmio máximo do cinema francês, que também nomeou o filme em outras seis categorias.

Apesar de uma segunda parte menos intensa, talvez alongada além do ponto - mas de conclusão digna e elevada - ‘Meu Rei’ tem qualidades e atributos suficientes para colocá-lo acima da média do que se tem lançado ultimamente. A sensibilidade do olhar feminino de Maïwenn parece ter sido fundamental para que se chegasse a esse resultado. Até aqui, um dos melhores filmes do ano.

Veja o trailer:


Meu Rei (Mon Roi - França, 124 min, 2015).
Em cartaz desde 22/9.

As opiniões expressas nessa coluna são de inteira responsabilidade do autor e não refletem necessariamente a opinião do Portal Telenotícias.
Com atuações inspiradas, ‘Meu Rei’ é drama acima da média Com atuações inspiradas, ‘Meu Rei’ é drama acima da média Reviewed by Redação on 9/23/2016 11:36:00 AM Rating: 5

Nenhum comentário

Fale com a redação: contato@portaltelenoticias.com

-

Publicidade

-