17º GP do Cinema Brasileiro acontece hoje no Rio: veja os palpites do TN

Com transmissão do Canal Brasil, ‘Bingo’ e ‘Como Nossos Pais’ são favoritos

Análise | Por Thiago Mendes
thiagomendes@portaltelenoticias.com

(Foto: divulgação)


O Grande Prêmio do Cinema Brasileiro chega, nesta terça (18), à sua 17ª edição, em cerimônia mais uma vez realizada no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, com transmissão ao vivo pelo Canal Brasil (e também pela página do canal no Facebook).

Se ainda não possui o prestígio e o glamour de festivais tradicionais, como os de Gramado e Brasília, tecnicamente o GP do Cinema Brasileiro é nossa premiação equivalente ao Oscar (EUA), Bafta (Reino Unido) e César (França), por exemplo, pois é entregue pela Academia Brasileira de Cinema. Ou seja, são os próprios profissionais do ramo que selecionam indicados e vencedores através de votação secreta, por sinal auditada pela mesma empresa responsável pela apuração do Oscar, a Price Waterhouse Coopers.

A homenagem especial desta edição será feita à atriz Fernanda Montenegro, um dos momentos mais aguardados da noite. ‘Bingo - O Rei das Manhãs’, de Daniel Rezende, conquistou mais indicações (15), e deve ser mesmo quem mais levará os troféus Grande Otelo para casa, embora ‘Como Nossos Pais’ (Laís Bodanzky), com 10 menções, dispute de igual para igual as categorias principais. ‘A Glória e a Graça’ (Flávio Ramos Tambellini) também teve 10 indicações, mas em algumas pareceu mais por conveniência (pela importância de sua temática) que por valores artísticos. Sua presença na lista de melhor longa de ficção poderia ser facilmente trocada pelo belo ‘O Filme da Minha Vida’ (Selton Mello), que totalizou 8 indicações.

A comemorar-se o retorno triunfal da categoria de melhor longa de animação. Ausente no ano passado, ela está de volta trazendo, pela primeira vez, cinco produções indicadas - eram apenas duas nas edições anteriores.
Vladimir Brichta é o favorito na categoria mehor ator, por 'Bingo - O Rei das Manhãs'
 Prognósticos para as principais categorias:

Melhor longa de ficção: grande vencedor em Gramado 2017 e do Festival do Sesc neste ano, ‘Como Nossos Pais’ tem tudo para se sobrepor a ‘Bingo’ e levar o principal troféu da noite. Concorrem também o forte ‘Era o Hotel Cambridge’, de Eliane Caffé, o tocante ‘Gabriel e a Montanha’, de Fellipe Barbosa, e ‘A Glória e a Graça'.

Direção: mais uma grande disputa entre Daniel Rezende (‘Bingo’) e Laís Bodanzky (‘Como Nossos Pais’). Primeira vencedora do prêmio, por ‘Bicho de Sete Cabeças’ (2001), é a quarta indicação de Laís na categoria, e tem ligeiro favoritismo para triunfar pela segunda vez. Eliane Caffé (‘Era o Hotel Cambridge’) venceu prêmios importantes na temporada e pode surpreender. Completam os indicados Daniela Thomás (‘Vazante’) e Fellipe Barbosa (‘Gabriel e a  Montanha’).

Atriz: Carolina Ferraz (‘A Glória e a Graça’) parece ser a única que pode tirar a vitória de Maria Ribeiro, arrebatadora em ‘Como Nossos Pais’. Seja quem for a escolhida, é uma lista de respeito, que traz, também, Caroline Abras (‘Gabriel e a Montanha’), Dira Paes (‘Redemoinho’), Leandra Leal (‘Bingo’) e Marjorie Estiano (‘Entre Irmãs’).

Ator: Vladimir Brichta (‘Bingo’) é o favorito, numa lista que traz o sempre excelente Irandhir Santos (‘Redemoinho’), além de Alexandre Nero (‘João, o Maestro’), Jesuíta Barbosa (‘Malasartes e o Duelo com a Morte’) e João Pedro Zappa (‘Gabriel e a Montanha’).

Atriz Coadjuvante: vencedora em Gramado e no Festival do Sesc, Clarisse Abujamra (‘Como Nossos Pais’) é a grande favorita. Com ela, concorrem Ana Lucia Torre (‘Bingo’), Camilla Amado (‘Redemoinho’), Letícia Collin (‘Entre Irmãs’) e Sandra Corveloni (‘A Glória e a Graça’).

Ator Coadjuvante: apesar de uma disputa mais aberta aqui, Jorge Mautner está encantador em ‘Como Nossos Pais’, na mesma medida do divertido Augusto Madeira em ‘Bingo’. Felipe Rocha (também em ‘Como Nossos Pais’) não deixa por menos. Completam o extenso páreo Cesar Mello (‘A Glória e a Graça’), Claudio Jaborandy (‘Entre Irmãs’), Fabricio Boliveira (‘Vazante’) e Selton Mello (‘O Filme da Minha Vida’).
Maria Ribeiro e Clarisse Abujamra são favoritas nas categorias atriz e atriz coadjuvante, por 'Como Nossos Pais'


Roteiro Original: apesar de oito fortes indicados, ‘Como Nossos Pais’ é, mais uma vez, o favorito, com roteiro assinado por Laís Bodanzky e seu marido, Luiz Bolognesi - que também concorre por ‘Bingo’. ‘Era o Hotel Cambridge’ (E.Caffé/Inês Figueiro/Luis Alberto de Abreu) também pode surpreender nesta categoria, que inclui o documentário ‘Divinas Divas’ (Carol Benjamin/Leandra Leal/Lucas Paraizo/Natara Ney), ‘As Duas Irenes’ (Fabio Meira), ‘A Glória e a Graça’ (Mikael de Albuquerque/Lusa Silvestre), ‘Joaquim’ (Marcelo Gomes) e ‘Vazante’ (Daniela Thomás).

Roteiro Adaptado: a grande chance de ‘O Filme da Minha Vida’ (Marcelo Vindicatto/Selton Mello) não passar a noite em branco. Concorrência dura com o competente ‘Redemoinho (George Moura). Também estão indicados ‘DPA - Detetives do Prédio Azul’ (Flávia Lins e Silva/LG Baião/Myrna Nogueira), ‘Entre Irmãs’ (Patrícia Andrade) e ‘Real - O Plano por Trás da História’ (Mikael de Albuquerque).

Documentário e Montagem em Documentário de Longa-Metragem: gênero mais produzido no país, a Academia dedica duas categorias exclusivas a ele. ‘Divinas Divas’, de Leandra Leal, também divide categorias com filmes de ficção (roteiro original e som), assumindo ligeiro favoritismo, assim como ‘Pitanga’ (trilha sonora). Há de se considerar, no entanto, o pesado ‘No Intenso Agora’, do experiente João Moreira Salles, vencedor em 2004, por ‘Nelson Freire’. ‘Um Filme de Cinema’, do veterano Walter Carvalho, também concorre nas duas categorias para documentários. Completa a primeira o singelo ‘Cora Coralina: Todas as Vidas’, de Renato Barbieri. Em montagem, ainda concorrem ‘Quem é Primavera das Neves’ e ‘Waiting for B'.

Comédia: vencedor em 2014 (‘Cine Holliúdy’) e no ano passado (‘O Shaolin do Sertão’), Halder Gomes tenta manter cem por cento de aproveitamento este ano com ‘Os Parças’, sua terceira indicação ao prêmio. Tarefa nada fácil, pela presença de ‘Malasartes e o Duelo com a Morte’ (Paulo Morelli), único também indicado em outras categorias (ator, maquiagem, efeito visual e trilha sonora), mas principalmente de ‘Fala Sério, Mãe!’ (Pedro Vasconcelos), que apesar do visual pouco expressivo, traz a história mais envolvente e construtiva. ‘La Vingança’ (Fernando Fraiha), coprodução entre Brasil e Argentina corre por fora. ‘Divórcio’ (Pedro Amorim) completa a lista.

Categorias técnicas: ‘Bingo’ é favorito em montagem, som, fotografia (onde o filho Lula Carvalho concorre contra o pai, Walter, de ‘O Filme da Minha Vida’) e direção de arte (apesar da tripla indicação de Claudio Amaral Peixoto, por ‘Entre Irmãs’, O Filme da Minha Vida’ e ‘João, o Maestro’). Tem boas chances, também, em maquiagem (onde ‘A Glória e a Graça’ e ‘João, O Maestro’, dividem o favoritismo), e efeitos visuais (junto a ‘Malasartes e o Duelo com a Morte’).

Confira a lista completa dos indicados aqui.

Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2018 - Rio de Janeiro/RJ
Quando: terça, 18/9, 20h45 (ao vivo pelo Canal Brasil e fa)

As opiniões expressas nessa coluna são de inteira responsabilidade do autor e não refletem necessariamente a opinião do Portal Telenotícias.
17º GP do Cinema Brasileiro acontece hoje no Rio: veja os palpites do TN 17º GP do Cinema Brasileiro acontece hoje no Rio: veja os palpites do TN Reviewed by Thiago S. Mendes on 9/18/2018 06:33:00 PM Rating: 5

Nenhum comentário

Fale com a redação: contato@portaltelenoticias.com

-

Publicidade

-