Boleto bancário sobrevive à internet e ganha versão para celular

Estudo do Sebrae mostra que 75% dos e-commerces nacionais oferecem a seus compradores a possibilidade de pagar com boleto

(Foto: Getty Images)
Numa versão responsiva dos boletos é possível copiar os dados para pagamento no app do banco do comprador e depois pagá-lo em qualquer um dos 170 mil caixas eletrônicos existentes no paí
Como diz aquele popular meme das redes sociais, a vida é tentar emagrecer e pagar boletos. No caso do Brasil, são mais de 10 milhões por dia, ou 3,7 bilhões por ano, segundo dados da Febraban. Nem a internet foi capaz de abalar seu reinado. Estudo do Sebrae mostra que 75% dos e-commerces nacionais oferecem a seus compradores a possibilidade de pagar com boleto.

Existem razões para essa popularidade. “O boleto democratiza o acesso ao comércio eletrônico, pois permite que consumidores não bancarizados ou que não possuam cartão de crédito paguem por suas compras”, explica Carlos Ogata, diretor do Comitê de Facilitadores da PAGOS - Associação de Gestão de Pagamentos Eletrônicos. “O boleto tem um grande apelo junto aos consumidores pois permite comprar online mesmo sem ter uma conta bancária e ainda ter descontos especiais oferecidos pelos lojistas para quem escolhe esta forma de pagamento”, destaca. 

Apesar desta popularidade, não é um documento adaptado à tela do smartphone, que já responde por 41% das compras online, de acordo com a PwC.  Segundo dados da Fundação Getúlio Vargas de São Paulo (FGV-SP), o número atual de smartphones existentes no Brasil chega a 198 milhões. Estes aparelhos são a principal fonte de acesso à internet no país, com 89% dos usuários de internet navegando através dos seus smartphones. E para as classes sociais mais baixas, estes aparelhos são a única fonte de conexão para 65% dos internautas muitas vezes.

Um dos principais problemas do m-commerce é a baixa taxa de conversão das vendas em dispositivos móveis. Para a BigData Corp. e PayPal, isso acontece porque somente 24,2% das lojas virtuais brasileiras são responsivas e preencher formulários de checkout em um smartphone ou tablet não é muito amigável. “Por isso, é fundamental que os lojistas de e-commerce adaptem tanto seus sites como os meios de pagamentos para o m-commerce. Desta forma, facilitarão ao máximo a experiência do consumidor durante todo o processo de compra e conseguirão cativar seus clientes”, explica Ogata da PAGOS.

Numa versão responsiva dos boletos é possível copiar os dados para pagamento no app do banco do comprador e depois pagá-lo em qualquer um dos 170 mil caixas eletrônicos existentes no país. Se os terminais de autoatendimento utilizados possuírem o leitor de código de barras com a tecnologia para a leitura da tela do celular, basta girar o telefone para visualizar e escanear o código, igual é feito com qualquer outro boleto. O cliente também pode imprimi-lo, no formato convencional. Lembrando que as classes sociais mais populares são as que mais utilizam os dispositivos móveis para acessar a internet e que em boa parte são os não bancarizados ou sem acesso a cartões de crédito, o boleto responsivo pode trazer mais conversões para as lojas online.

De todas as formas, a melhora na experiência de pagamento do boleto em smartphones e tablets é fundamental para converter mais vendas, independentemente do tipo de comprador que escolha este método. Por isso, é essencial que os lojistas online se preparem para este cenário e adaptem suas lojas para oferecer a seus consumidores não só uma excelente experiência de navegação, mas também a melhor experiência de pagamento, independentemente do método de pagamento escolhido.

Solucionar as questões do layout não adaptável e da longa espera de compensação pode ser o caminho para o sucesso. Atualmente, existem facilitadores de pagamento trabalhando para acelerar a confirmação do pagamento, permitindo a redução do prazo de 3 a 5 dias úteis para 24 horas. A PagBrasil, por exemplo, inovou e trouxe para o mercado uma solução para resolver os dois problemas ao mesmo tempo. Criou o Boleto Flash®, que além de ser completamente responsivo, também oferece a confirmação de pagamento em menos de duas horas. “Com a aceleração deste processo é possível melhorar as conversões e agilizar a logística, já que o produto pode ser liberado mais rapidamente”, informa Alex Hoffmann, CEO da PagBrasil.

Para Hoffmann,  a mudança do boleto bancário convencional para o boleto responsivo, principalmente com o Boleto Flash®, representou um aumento de até 11% nas conversões dos seus clientes. Considerando o número de dispositivos móveis existentes no Brasil, que atualmente ocupa a 5ª posição global em número de smartphones, e que cada vez mais estes dispositivos se convertem na fonte favorita de acesso à internet no país, o potencial do m-commerce no país é imenso.

Outra facilidade do serviço da facilitadora é a possibilidade de implementar soluções para envio de lembretes por e-mail, SMS e até mesmo WhatsApp. Ou, ainda, escolhendo um boleto que permita ampliar o prazo de vencimento de um boleto, inclusive após o vencimento.

A otimização nas conversões possui relação direta com o aumento da receita final da empresa. Segundo a PagBrasil, o Boleto Flash® permite aumentar entre 10% e 20% a receita bruta dos lojistas ao proporcionar melhores taxas de conversão. 

Fonte: Aviv Comunicação
Boleto bancário sobrevive à internet e ganha versão para celular Boleto bancário sobrevive à internet e ganha versão para celular Reviewed by Redação on 8/29/2018 07:58:00 PM Rating: 5

Nenhum comentário

Fale com a redação: contato@portaltelenoticias.com

-

Publicidade

-