É neste domingo! Confira as apostas para o Oscar 2018

‘Três Anúncios’ e ‘A Forma da Água’ são favoritos ao prêmio principal

Análise | Por Thiago Mendes
thiagomendes@portaltelenoticias.com

(Foto: divulgação)
Protestos contra abusos sexuais em Hollywood devem ditar o tom da cerimônia


Após cerca de três meses que envolveram dezenas de cerimônias, troféus, anúncios e especulações, encerra-se neste domingo mais uma intensa temporada de premiações cinematográficas (ao menos no que diz respeito ao cinemão industrial). Com início previsto para 22h (no horário de Brasília), a 90ª edição do Oscar acontece mais uma vez no Teatro Dolby, em Los Angeles, com transmissão integral do canal a cabo TNT. Como de costume, na Globo, só depois do Big Brother.

Embora no esporte ainda há quem questione a presença de conotações políticas durante sua prática e usufruto, no Oscar trata-se de uma realidade desde sempre indissociável. Se em 2017 as questões inerentes diziam respeito às medidas impopulares do então recém-empossado presidente norte-americano, além da tentativa de retratação da Academia diante dos artistas negros (e deu ‘Moonlight’, perceba), neste ano, apesar de Trump não ter sido esquecido, a pauta maior passou a ser os inúmeros relatos de abuso sexual cometidos por membros da comunidade cinematográfica. Derrubou muita gente. Tirou, por exemplo, uma indicação aparentemente certa para James Franco como melhor ator - conseguiu a de roteiro adaptado, mas apenas para figurar na lista. Consolidou, por outro lado, uma já merecida indicação para Greta Gerwig, pela direção do surpreendente ‘Lady Bird’.

Ao contrário dos últimos dois anos, quando ‘Mad Max’ (em 2016) e ‘La La Land’ (em 2017) levaram seis Oscar cada, espera-se desta vez uma maior distribuição dos prêmios. Nenhum filme deve vencer mais do que quatro vezes, mesmo com as 13 indicações de ‘A Forma de Água’.

Vamos aos prognósticos para cada uma das 24 categorias:

Filme: se no ano passado ‘La La Land’ dominou a temporada, com ‘Moonlight’ (que acabou prevalecendo) logo atrás, desta vez o páreo foi mais equilibrado. A vitória no Critics Choice (hoje tão importante quanto o Globo de Ouro) e no sindicato dos produtores (PGA), aliado ao amplo favoritismo de seu diretor, Guillermo Del Toro, credenciou ‘A Forma da Água’ como o primeiro grande candidato na disputa. Mas ‘Três Anúncios Para um Crime’, sobre uma mãe que não mede esforços para descobrir quem estuprou e assassinou a filha, parece ser o filme certo para o clima que hoje paira sobre Hollywood. Ao vencer Globo de Ouro, Satellite Awards e, principalmente, SAG (sindicato dos atores) e Bafta (o “oscar inglês”), tornou-se fortíssimo candidato ao prêmio.

Direção: Guillermo Del Toro (‘A Forma da Água’) deve ser o terceiro diretor mexicano a levar o Oscar nos últimos cinco anos (sendo o quarto da categoria para seu país, após Alfonso Cuarón em 2014, e Alejandro Iñárritu em 2015 e 2016). Durma com essa, Trump!

Atriz: Frances McDormand (‘Três Anúncios Para um Crime’) e Sally Hawkins (‘A Forma da Água’) alternaram vitórias durante a temporada, mas McDormand acabou levando os de maior peso (especialmente SAG e Bafta) e deve receber seu segundo Oscar 21 anos após ganhar por ‘Fargo’, em 1997.

Ator: a corajosa atuação de Timothee Chalamet em ‘Me Chame Pelo Seu Nome’ impressionou, mas Gary Oldman (‘O Destino de Uma Nação’), interpretando um personagem histórico (Winston Churchill), como gosta a Academia, foi igualmente brilhante e tudo indica que ganhará seu primeiro Oscar.

Atriz Coadjuvante: Laurie Metcalf (‘Lady Bird’) vinha dominando os prêmios, mas Allison Janney (‘Eu, Tonya’) cresceu na reta final, levou todos os principais troféus e deve confirmar sua ascensão neste domingo.

Ator Coadjuvante: Willem Dafoe (‘Projeto Flórida) e Sam Rockwell (‘Três Anúncios’) revezaram-se durante a temporada, mas assim como Allison Janney, Rockwell dominou inteiramente a reta final e dificilmente não ganhará seu primeiro Oscar.

Roteiro Original: uma das grandes incógnitas da noite. Jordan Peele (‘Corra!’) venceu a maioria dos prêmios da temporada, incluindo o do sindicato (WGA), mas Martin McDonagh (‘Três Anúncios’), que por questões de regulamento não concorreu ao WGA, venceu Globo de Ouro, Satellite e Bafta, dividindo o favoritismo com Peele.

Roteiro Adaptado: após as acusações contra James Franco minar as chances de ‘O Artista do Desastre’, James Ivory (‘Me Chame Pelo Seu Nome’), prestes a completar 90 anos, deve se tornar o mais velho a vencer a categoria, e talvez o mais velho a vencer um Oscar (veja “Documentário” mais abaixo).

Filme Estrangeiro: ao vencer Globo de Ouro e Critics Choice, o alemão ‘Em Pedaços’ despontava como favorito, mas acabou fora da lista final de indicados, deixando a disputa entre o chileno ‘Uma Mulher Fantástica’ - que venceu o Spirits Awards neste sábado (03) e seria uma escolha condizente com o atual momento da Academia - e o sueco ‘The Square: A Arte da Discórdia’, que tem como trunfo uma das atrizes do momento em seu elenco (Elisabeth Moss, da série ‘The Handmaid’s Tale’), mas cujo gênero (comédia) não tem bom histórico na categoria. Outra grande incógnita da premiação.

(Fotos: Vittorio Zunino / Franco Origlia)
Prestes a completarem 90 anos, Agnès Varda e James Ivory
podem se tornar mais velhos a vencerem um Oscar
Documentário: um dos momentos mais aguardados da noite, ‘Visages, Villages’ (Faces Places) tem tudo para tornar a francesa Agnès Varda a pessoa mais velha a ganhar um Oscar. Uma das últimas remanescentes da ‘nouvelle vague’, Varda nasceu oito dias antes do roteirista James Ivory (ver “Roteiro Adaptado” mais acima). Contudo, uma eventual vitória do impactante ‘Últimos Homens em Aleppo’, a respeito do drama dos “capacetes brancos” na Síria, não seria injusta.

Documentário em Curta-Metragem: o comovente ‘Edith+Eddie’, sobre um casal de idosos acima dos 90 anos cuja união está ameaçada, é o favorito. Ao contar a história de uma artista plástica traumatizada desde a infância, e com sérios problemas de depressão e ansiedade, o igualmente tocante ‘Heaven is a Traffic Jam on the 405’ corre por fora.

Animação: ‘Viva: A Vida é Uma Festa’ dominou completamente a temporada e é a barbada do ano. Ninguém tira.

Animação em Curta-Metragem: ‘Dear Basketball’ pode fazer de Kobe Bryant o primeiro atleta/ex-atleta a receber um Oscar. Mas a Pixar, com ‘LOU’, nunca deve ser descartada.

Montagem (edição): ‘Dunkirk’ e ‘Em Ritmo de Fuga’ empataram no Critics Choice. Depois, o primeiro triunfou no sindicato (ACE), enquanto o segundo venceu o Bafta. Mais uma grande interrogação da noite.

(Foto: reprodução)
Após 14 indicações, lendário diretor de fotografia Roger Deakins
deve ganhar seu primeiro Oscar
Fotografia: em sua 14ª indicação, o inglês Roger Deakins, já uma lenda na área, dominou a temporada e deve finalmente ganhar seu primeiro Oscar, por ‘Blade Runner 2049’. Outro aguardado momento da premiação.

Efeitos Visuais: interrogação tão enorme quanto a de “Montagem” (veja mais acima). ‘Planeta dos Macacos: A Guerra’ venceu Critics Choice e se deu melhor no sindicato (VES). Mas ‘Blade Runner 2049’ ganhou Bafta e Satellite Awards, embolando a disputa.

Design de Produção e Trilha Sonora: ‘A Forma da Água’ vinha dividindo os prêmios (com ‘Blade Runner’ em Design, e com ‘Trama Fantasma’ em Trilha), mas dominou a reta final da temporada, tornando-se favorito nestas disputas.

Canção Original: ‘Remember Me’ (‘Viva’) e ‘This is Me’ (‘O Rei do Show’) são favoritas, embora a mais bela seja ‘Mistery of Love’ (‘Me Chame Pelo Seu Nome’).

Edição de Som e Mixagem de Som: duas categorias confundidas por muitos, mas representadas por sindicatos distintos (em resumo, os mixadores constroem a paisagem sonora, equilibrando música, diálogos e efeitos sonoros, enquanto os editores são os responsáveis por esses efeitos, determinando qual som corresponderá a cada movimento/objeto), por isso a Academia concede um prêmio para cada um. Em ambas ‘Dunkirk’ é favorito, mas ‘Em Ritmo de Fuga’ e ‘Blade Runner’ podem surpreender.

Maquiagem: vencedor no Critics Choice, Bafta e sindicato (MHG), ‘O Destino de Uma Nação’ é o grande favorito.

Figurino: deve dar ‘Trama Fantasma’, embora uma eventual vitória de ‘A Bela e a Fera’ não seja injusta. ‘A Forma da Água’ venceu no sindicato (CDG) e corre por fora.

Curta-Metragem: o norte-americano ‘DeKalb Elementary’, que revive um dos inúmeros casos de atiradores invadindo escolas do país, é favorito, mas a produção inglesa ‘The Silent Child’, sobre o processo de aprendizagem de uma criança surda, é a cara do Oscar.

Confira os preparativos para a cerimônia no teatro Dolby, em Los Angeles:
OSCAR 2018 (Academy Awards) - Los Angeles, EUA
Quando: domingo, 04/3, a partir das 22h no canal a cabo TNT.

As opiniões expressas nessa coluna são de inteira responsabilidade do autor e não refletem necessariamente a opinião do Portal Telenotícias.
É neste domingo! Confira as apostas para o Oscar 2018 É neste domingo! Confira as apostas para o Oscar 2018 Reviewed by Thiago S. Mendes on 3/04/2018 08:43:00 AM Rating: 5

Nenhum comentário

Fale com a redação: contato@portaltelenoticias.com

-

Publicidade

-