Vítima das “fábricas de crianças nazistas” relata sua história em livro

Ingrid von Oelhafen participou do programa de germanização Lebensborn e relata na obra a luta para descobrir sua verdadeira identidade

(Foto: divulgação)
Capa do livro As crianças esquecidas de Hitler: a verdadeira
história do programa Lebensborn
'As crianças esquecidas de Hitler', lançado pela Editora Contexto, está no rol de livros que podem ser considerados documentos vivos de um dos períodos mais cruéis do século 20. A obra é um alerta para as consequências dos atos de racismo, preconceito e intolerância, ainda extremamente atuais e urgentes. Escrito por Ingrid von Oelhafen e Tim Tate, o livro traz o relato da menina sobrevivente do programa Lebensborn, também conhecido como fábrica das crianças nazistas. Ingrid estava entre o meio milhão de crianças raptadas por toda Europa durante a 2ª Guerra Mundial. O objetivo era que, após um processo de “germanização”, elas garantissem a geração seguinte da “raça superior” ariana.

Em 240 páginas, o livro revela a dimensão do programa criado por Heinrich Himmler (braço direito de Adolf Hitler) e suas consequências na vida das vítimas. A garotinha Erika Matko, de origem iugoslava, foi raptada aos nove meses e, após ser considerada pelos médicos nazistas apta a se tornar uma “Criança de Hitler”, foi levada para a Alemanha para ser adotada, recebendo o nome de Ingrid von Oelhafen.

Desconhecer sua verdadeira história sempre perturbou Ingrid. Até que em 1999 ela recebeu um telefonema da Cruz Vermelha que a instigou a procurar informações. Mesmo sofrendo muitas decepções no caminho, prosseguiu na busca de registros do período da guerra, até que descobriu ter sido uma criança do programa Lebensborn.

Ingrid precisava conhecer o seu passado. Ao longo dos anos, ela enfrentou com coragem uma série de dificuldades, já que vários registros sobre o Lebensborn foram destruídos pelos nazistas. Ainda assim agora vêm a público, revelados por Ingrid, documentos raros, incluindo depoimentos de processos do Julgamento de Nuremberg. O sucesso desta publicação pode ser conferido pelos países que já a lançaram: Finlândia, Itália, Polônia, Romênia, Eslovênia, Turquia, Portugal e Estados Unidos.

Sobre os autores

Ingrid von Oelhafen (Erika Matko) é fisioterapeuta aposentada e vive em Osnabruque, Alemanha. Investiga há mais de vinte anos sua própria história e a do Lebensborn.

Tim Tate é documentarista e escritor de não-ficção. Escreveu best-sellers, incluindo Slave Girl. Seus filmes foram premiados pela Anistia Internacional, Royal Television Society, Unesco e Associação Internacional de Documentários.

Serviço:
As crianças esquecidas de Hitler: a verdadeira história do programa Lebensborn
Autores: Ingrid von Oelhafen e Tim Tate
Tradução: Rogério Bettoni
Páginas: 240
Preço: R$ 49,90
Vítima das “fábricas de crianças nazistas” relata sua história em livro Vítima das “fábricas de crianças nazistas” relata sua história em livro Reviewed by Redação on 11/22/2017 07:06:00 PM Rating: 5

Nenhum comentário

Fale com a redação: contato@portaltelenoticias.com

-

Publicidade

-