‘O Formidável’ traz momento-chave da carreira de Godard em cinebiografia incomum

Filme é dirigido por Michel Hazanavicius, vencedor do Oscar por ‘O Artista’

Crítica  | Por Thiago Mendes
thiagomendes@portaltelenoticias.com

Jean-Luc Godard é considerado um dos diretores mais importantes da história do cinema. Surgiu com a Nouvelle Vague francesa no final dos anos 1950 e, rapidamente, se tornou maior que o próprio movimento, de onde também emergiu gigantes como Truffaut e Resnais. Rompeu com colegas e mentores para desbravar seu próprio caminho numa linguagem que já considerou esgotada meio século atrás. Prestes a completar 87 anos, e como que numa busca insaciável pela prova de que a linguagem do cinema realmente morreu, segue em constante reinvenção de si mesmo, filmando quase que ininterruptamente, num ritmo de dar inveja a Woody Allen.

(Foto: divulgação)
Os atores Louis Garrel e Stacy Martin interpretam
Jean-Luc Godard e Anne Wiazemsky em 'O Formidável'
‘O Formidável’ retrata a primeira grande ruptura na carreira do artista, quando, embalado pelas manifestações de 1968, se engaja como nunca na causa político-social e passa a renegar toda a sua obra até então. O filme é baseado na autobiografia lançada pela atriz Anne Wiazemsky em 2015, ‘Un An Après’ (“um ano depois”, em tradução literal), ainda sem distribuição no Brasil. Wiazemsky namorava Godard durante as filmagens de ‘A Chinesa’ (1967), produção em que atuou, e na qual o diretor estampou para o mundo seu crescente interesse pelos ideais socialistas pregados pelo maoísmo. Casaram-se no ano da estreia e foram cônjuges por 12 anos. Por um desses misteriosos caprichos do destino, Wiazemsky faleceu semanas atrás, dias após a estreia de ‘O Formidável’ em solo francês.

Contada a parte mais objetiva da história, é preciso dizer que Godard nunca foi um cara fácil. Toda a sua audácia e força criativa por trás das câmeras parece existir na mesma proporção de sua capacidade para incomodar as pessoas com quem convive. Em português claro, um chato de galocha. É a partir dessa característica que o diretor Michel Hazanavicius, vencedor do Oscar por ‘O Artista’ (2011), se aproveita para deixar de lado a rigidez dramática que tem prevalecido em cinebiografias recentes para, assumidamente, apostar na ironia e no bom humor como caminho para nos contar este momento ímpar na carreira de Godard - que, por sinal, mostrou-se publicamente insatisfeito com a ideia deste filme.

(Foto: divulgação)
Godard e Wiazemsky começaram a namorar durante
as filmagens de 'A Chinesa', e foram casados por 12 anos
O resultado é uma comédia extremamente prazerosa na maior parte do tempo. Muito porque o diretor tem o mérito inegável de conduzir com êxito seu elenco, que traz Louis Garrel (‘Um Instante de Amor’, 2016) no papel mais expressivo de sua carreira, transmitindo com firmeza toda a inquietação de Godard em relação ao mundo, e Stacy Martin (‘Ninfomaníaca’, 2013) interpretando toda a perspicácia de Wiazemsky. Mas, verdade seja dita, grande parte do êxito do filme se dá, também, porque Hazanivicius se calca quase que inteiramente em emular experimentos e maneirismos presentes ao longo da obra do próprio Godard. Em especial, de ‘A Chinesa’, de onde retira os padrões dos créditos iniciais e das passagens de capítulos, por exemplo.

Pode-se questionar, então, o papel criativo de Hazanavicius no filme, mas basta lembrarmos que o diretor usou do mesmo expediente em ‘O Artista’: ao homenagear a era de ouro do cinema mudo, o fez em preto e branco, sem diálogos audíveis, e em formato de tela próximo ao quadrado, seguindo, assim, as características técnicas essenciais do período; sequer se utilizou de aproximação ótica de imagem (zoom), uma vez que o dispositivo ainda não existia nas câmeras da época. Repetir movimentos e estilos de Godard é, portanto, uma forma de Hazanavicius mostrar-se fiel ao seu objeto de homenagem, ainda que se exponha ao risco de tornar sua própria obra menos notável.

Veja o trailer:
O Formidável (Le Redoutable) - Itália/França/Mianmar, 107 min, 2017
Dir.: Michel Hazanavicius - Estreou em 26/10

As opiniões expressas nessa coluna são de inteira responsabilidade do autor e não refletem necessariamente a opinião do Portal Telenotícias.
‘O Formidável’ traz momento-chave da carreira de Godard em cinebiografia incomum ‘O Formidável’ traz momento-chave da carreira de Godard em cinebiografia incomum Reviewed by Thiago S. Mendes on 10/31/2017 12:57:00 PM Rating: 5

Nenhum comentário

Fale com a redação: contato@portaltelenoticias.com

-

Publicidade

-