Tratamento cerebral sem cortes e preciso já é realidade

Equipamento sueco que trata problemas neurológicos sem cirurgia, garante qualidade de vida aos pacientes

(Foto: divulgação)
Hospital Instituto de Neurologia de Curitiba é um dos únicos
no Brasil a contar com a tecnologia
Quem vê Marinete Belli Huf, sempre sorridente e falante, não imagina que ela, por 10 anos, sofreu com dores crônicas. A professora de 53 anos sentia choques que não cessavam na região da face por conta da neuralgia do trigêmeo, um distúrbio nervoso que provoca  dores lancinantes na região do rosto, por onde passa o nervo trigêmeo, responsável por carregar as mensagens resultantes das sensações do rosto para o cérebro. “A dor era constante! Na verdade não é dor, é literalmente, um choque. Eu tinha choques 24 horas por dia. Era a mesma coisa de você colocar o dedo na tomada, só que no caso era o meu rosto, do lado direito! Podia segurar, arranhar ou bater, nada cessava aos choques”, conta a moradora de Corbélia, interior do Paraná.

(Foto: divulgação)
 Marinete tem uma vida normal após ter se
submetido ao tratamento Gamma Knife
Mesmo a medicação não ajudava em nada para amenizar os sintomas. Depois de se submeter várias vezes a procedimentos de radiofrequência sem sucesso, Marinete estava desenganada pelos médicos de que teria uma solução para seu caso. “Fui várias vezes a Curitiba, fazer o procedimento para amenizar a dor. Entrei no centro cirúrgico 11 vezes. Às vezes diminuía por alguns dias, depois voltava tudo novamente!”, conta. Ela, que até hoje por causa de tantos procedimentos não tem sensibilidade do lado direto da face, em sua última tentativa percebeu que teria que buscar outra alternativa. “No último procedimento com rádio frequência, saí do mesmo jeito que tinha entrado. Foi quando o médico me falou: 'Mari não tenho mais o que fazer pra te ajudar'. Ele sugeriu que procurasse os profissionais no Hospital Instituto de Neurologia de Curitiba, pois eles tinham um aparelho novo, o Gamma Knife”, explica.

Foi aí que a vida dela mudou. Em outubro de 2012 ela passou pelo Gamma Knife. “Fui submetida ao procedimento. Não foi necessária a internação, foi simples e rápido. Algumas semanas depois não senti mais os choques e hoje tenho uma vida normal”, conta ela, feliz pela nova fase.

A radiocirurgia com Gamma Knife, que curou Marinete, trata diversas outras enfermidades neurais, como lesões localizadas no cérebro, cabeça e zonas altas da coluna cervical. O procedimento abre novas perspectivas no tratamento de tumores benignos ou malignos, lesões vasculares cerebrais, metástases e patologias funcionais.

Essa é uma tecnologia avançada não-invasiva, desenvolvida na Suécia e utilizada em várias partes do mundo, que funciona por meio da entrega de altas doses de radiação ao local do sistema nervoso a ser tratado (tumor, por exemplo) com feixes de radiação muito estreitos que convergem para esse local com extrema precisão (menor que 0,15 mm), afetando minimamente os tecidos sadios em volta.

O paciente tem seu tratamento realizado, de modo geral, em apenas uma única sessão e sem a necessidade de hospitalização, podendo receber alta no mesmo dia. Como esses feixes de radiação penetram o crânio, não são necessários cortes ou incisões para este procedimento.

O Hospital Instituto de Neurologia de Curitiba é um dos únicos do país a contar com o equipamento e por esse motivo recebe pacientes de todo o Brasil e América Latina para o tratamento com o Gamma Knife.

Fonte: Effe 2 Comunicação
Tratamento cerebral sem cortes e preciso já é realidade Tratamento cerebral sem cortes e preciso já é realidade Reviewed by Redação on 7/03/2017 08:02:00 PM Rating: 5

Nenhum comentário

Fale com a redação: contato@portaltelenoticias.com

-

Publicidade

-