Dilatador vaginal ajuda mulheres a tratar o vaginismo


Produtos são feitos de silicone, possuem diversos tamanhos e são recomendados para expansão do canal vaginal, tratamento e relaxamento da musculatura íntima

(Foto: divulgação)
O kit Absoloo, da marca LoveToys, é composto por seis penetradores cônicos
de superfície macia, lisa e vêm em tamanhos graduados, que variam
de 1,2cm a 4cm de diâmetro e 6,5cm a 14,5cm de comprimento
O desconforto durante a relação sexual é comum entre muitas mulheres. Porém, poucas sabem que este pode ser um dos sintomas do Vaginismo, doença que causa a contração involuntária dos músculos vaginais, gerando dor e dificuldade de penetração durante o ato sexual. Além do Vaginismo, há outros fatores que prejudicam a flexibilidade dos músculos da vagina, como infecções, atrofias, mal formação, falta de lubrificação, problemas urinários, intestinais e ginecológicos. Todos eles podem ser tratados de maneira eficiente com os dilatadores vaginais que atuam como um aliado, contribuindo para a expansão do canal vaginal e relaxamento muscular da região íntima, devolvendo para a mulher uma condição de bem estar e prazer no momento da relação sexual.

(Foto: divulgação) 
Lelah Monteiro, sexóloga e fisioterapeuta pélvica
Os dilatadores agem de maneira eficaz e proporcionam maior flexibilidade ao tecido vaginal.  O uso destes produtos são recomendados por ginecologistas, fisioterapeutas e especialistas em saúde feminina. A sexóloga e fisioterapeuta pélvica com especialização em saúde da mulher, Lelah Monteiro, recomenda que, ao identificar qualquer desconforto ou dores frequentes na relação sexual é de extrema importância que a mulher consulte um especialista para a recomendação do uso dos dilatadores. “Para o uso eficiente dos dilatadores, é preciso que a mulher se conheça bem. Recomendo que olhe para região íntima, se toque e inicie a busca pelo que dá mais prazer, se sente dor ou medo, ficando atenta à frequencia com que sente esse desconforto e de como ele se manifesta. Além disso, as consultas com ginecologista e fisioterapeuta pélvica e realização de exames de rotina são indispensáveis”, diz.

O uso dos dilatadores possui eficiência comprovada pelos especialistas. Lelah explica que o corpo de cada mulher reage de maneira diferente mas que, em aproximadamente três meses de tratamento já é possível observar um resultado positivo.

Modo de uso: encontre um lugar mais íntimo e deite-se confortavelmente com as pernas curvadas e abertas. Comece com o menor dilatador. Recomenda-se a utilização de preservativos de dedo, facilmente encontrados em qualquer farmácia. Segure o dilatador, espalhe gel lubrificante ao redor da ponta do dilatador e também na abertura da vagina (também pode ser utilizado com um preservativo). Contraia e relaxe os músculos da vagina alternadamente. Ao relaxar, insira o dilatador dentro da vagina até onde sentir confortável. Pode levar algum tempo e prática para aprender a inserir o dilatador completamente. Depois da inserção, deixe-o dentro da vagina durante 5 minutos e, em seguida, retire-o. Repita o processo com o próximo dilatador, caso desejar. A inserção inicial e a progressão para outros tamanhos maiores podem levar dias ou semanas para que a usuária possa realizar confortavelmente. Após o uso, lave os objetos com água e sabão e guarde-os em ambiente arejado.

Fonte: Notícia Expressa
Dilatador vaginal ajuda mulheres a tratar o vaginismo Dilatador vaginal ajuda mulheres a tratar o vaginismo Reviewed by Redação on 6/21/2016 05:01:00 PM Rating: 5

Nenhum comentário

Fale com a redação: contato@portaltelenoticias.com

-

Publicidade

-