Dermatologista dá dicas para cuidar da pele no outono


Como o ambiente fica mais frio e seco nesta época, a pele perde água e fica desidratada, ressecada e com descamação fina 

(Foto: Getty Images)
Os banhos muito quentes devem ser evitados nesta época,
pois prejudicam a oleosidade natural da pele
Durante o outono a umidade do ar fica menor e as temperaturas mais baixas levam à diminuição na transpiração corporal. Esses fatores fazem com que a pele fique mais seca. Além disso, nesta época, é comum tomar banhos mais quentes - que provocam uma remoção da oleosidade natural de forma mais intensa -, e diminui o manto lipídico que retém a umidade da pele.

A pele do rosto e do corpo está sujeita ao ressecamento durante o outono e o clima frio e seco pode deixá-la com aspecto esbranquiçado, o que indica um dano na barreira cutânea, predispondo a doenças e a alergias. Para evitar tais sintomas é importante fazer hidratações profundas e, além disso, adotar uma alimentação saudável, rica em vitaminas e antioxidantes, com o objetivo de trazer benefícios a longo prazo.

Segundo a dermatologista do Clinic Check-up do HCor (Hospital do Coração), Dra. Keila Mitsunaga, outono e inverno são estações temidas por quem normalmente já tem a pele seca. Como o ambiente fica mais frio e seco, a pele perde água e fica desidratada, ressecada e com descamação fina. Uma pele hidratada é lisa, viçosa, com consistência elástica. Já a pele desidratada e seca se mostra quebradiça e opaca.

A pele seca se deve a um grau de absorção inferior ao normal, condição muitas vezes medida pelo clima, como os ventos e o frio, além da umidade atmosférica baixa. “Em ambientes úmidos e quentes, a pele em geral é mais lubrificada. Já em lugares secos ou frios, ela perde água em troca com o ambiente, ficando assim desidratada”, esclarece Dra. Keila Mitsunaga.

Para cuidar da pele da melhor forma, é importante estar sempre atento aos produtos utilizados. Ao fazer limpeza de pele, especialmente do rosto, deve-se preferir as técnicas que removem as impurezas, mas sem promover o ressecamento ou acentuação das rugas. Nos cuidados diários, os sabonetes são aliados, mas a matéria-prima e os princípios ativos geram resultados diferentes.

A neutralidade de um sabonete é medida através do ph, índice que mede o equilíbrio natural da acidez da pele. A pele humana tem ph 5.5 e um sabonete para ser neutro precisa ter um ph igual ou menor que 7,0. “Sabonetes em barra possuem ph maior que 7,0 devido às matérias-primas responsáveis pela consistência altamente alcalina. Já os sabonetes líquidos, por não conterem tais substâncias, são mais neutros, ou seja, menos agressivos e mais suaves”, afirma a dermatologista do HCor.

Os banhos muito quentes devem ser evitados nesta época, pois prejudicam a oleosidade natural da pele. Outra dica é beber pelo menos dois litros de água por dia, pois é um ótimo hidratante natural. A dermatologista diz que há ainda uma nova classe de agentes de limpeza - as loções de limpeza -, consideradas uma evolução dos sabonetes. “Elas proporcionam limpeza profunda, mantêm a umidade natural da pele e não são irritantes, e pode inclusive serem usadas nas regiões dos olhos. Não contêm irritantes primários, óleos e gorduras vegetais ou animais. Sua ação detergente é obtida através de substâncias extremamente suaves e hipoalergênicas”, enfatiza Dra. Keila.

Dicas da dermatologista para cuidar da pele durante o outono:

Beba muita água: se você não costuma beber muita água, comece a andar com uma garrafinha diariamente. No outono e inverno, ingerir pelo menos 1,5L de água por dia ajuda ainda mais a hidratar e evitar os problemas de pele causados pela baixa temperatura.

Cuidado com os lábios: para não deixar que os lábios sofram com a ação do frio, podendo rachar e até criar lesões, use sempre um protetor hidratante labial.

De olho na temperatura do chuveiro: apesar de estar mais frio, evite banhos muito quentes e demorados. Embora bastante relaxantes, eles deixam a pele ressecada, o que irá piorar com as baixas temperaturas e o clima seco.

Esfolie a pele: a esfoliação remove as células mortas e é muito importante para quem tem pele oleosa, por conta do acúmulo de sebo.

Evite o ar condicionado: como ele costumar ressecar a pele, procure usá-lo somente no verão ou quando o tempo estiver muito quente.

Fuja do uso contínuo de buchas: usar a bucha com frequência para limpar a pele pode remover a camada de proteção, responsável por mantê-la hidratada naturalmente.

Hidratação é fundamental: se você costuma usar um tipo específico de hidratante, saiba que não é preciso trocá-lo, basta intensificar o cuidado com a pele. Para quem tem pele seca, a dica é investir em produtos com componentes antioxidantes e os que são à base de óleo de amêndoa e ureia.

Lave o rosto antes de dormir: você sabia que o rosto acumula impurezas durante o dia? Para desobstruir os poros e deixar a pele limpinha, procure sempre higienizar o rosto antes de dormir para, em seguida, aplicar um hidratante.

Protetor solar: o uso do protetor solar é importante mesmo em dias nublados e com chuva. Para quem preferir, alguns filtros já costumam vir associados a hidratantes. O ideal é usar protetor com fatores de proteção igual ou maior que 30.

Umidifique o ar: para deixar o ambiente da casa ou do escritório mais úmido, coloque um vaporizador ou uma bacia com água. Se escolher a segunda opção, não esqueça de tirar a bacia ao final do dia.

Fonte: Target 
Dermatologista dá dicas para cuidar da pele no outono Dermatologista dá dicas para cuidar da pele no outono Reviewed by Redação on 6/07/2016 08:50:00 PM Rating: 5

Nenhum comentário

Fale com a redação: contato@portaltelenoticias.com

-

Publicidade

-