Conheça os benefícios dos exercícios físicos para pacientes com diabetes


A alimentação adequada é fundamental para atingir bons resultados durante as atividades propostas

(Foto: Getty Images)
Da caminhada ao ciclismo, todos os esportes são permitidos
desde que realizados sob orientação médica
A prática de atividades físicas é sempre benéfica à saúde. Para as pessoas com diabetes, ela é saudável em diferentes sentidos, inclusive para manter os níveis de açúcar no sangue estáveis. Movimentar o corpo ajuda também na prevenção do diabetes tipo 2. Estima-se que cerca de 12 milhões de brasileiros tenham a doença, mas somente a metade é diagnosticada. Para o futuro, a previsão é que a enfermidade atinja cerca de 19,2 milhões de pessoas no país até 2035. Por isso, cuidar da saúde é essencial e uma das formas para isso é ser ativo, sempre com supervisão médica.

O ciclismo é um exemplo de esporte que pessoas com diabetes tipo 1 e 2 podem praticar. Como toda atividade física, força de vontade e determinação são palavras-chave para o sucesso. “O paciente deve saber da sua condição em relação à doença, principalmente dos cuidados necessários; mas também ter a consciência de que a vida pode e deve ser ativa, com a prática dos exercícios físicos e até mesmo de esportes de maior resistência. Um profissional de saúde poderá dar a orientação correta caso a caso”, explica a Dra. Marina Santorso, Gerente Médica de Diabetes da Novo Nordisk, empresa de saúde global.

As atividades físicas promovem diversos benefícios ao indivíduo, tais como melhora na circulação sanguínea, sono e humor; perda de peso; aumento da disposição; e diminuição da ansiedade, já que fazer exercícios libera a serotonina, neurotransmissor responsável pela sensação de prazer e bem-estar. “Para uma pessoa com diabetes, os exercícios regulares ajudam a manter os níveis de açúcar no sangue estáveis, além de reduzir o risco de complicações macro vasculares (danos nos vasos sanguíneos) e contribuir para o melhor bem-estar”, diz Marina.

Porém, cada paciente apresenta um cenário frente à doença e, consequentemente, o corpo reage de maneiras diferentes na prática de atividades físicas. “É preciso entender o nível de glicose no sangue para que seja controlado durante o esporte, prevenindo a hipo ou hiperglicemia. Nesse sentido, planejamento e suporte profissional são o segredo para que o organismo responda adequadamente”, orienta Marina.

Isso significa monitorar os níveis de glicose antes, durante e depois do exercício. O especialista salienta a importância de estar conectado com o corpo e observar as reações para cada tipo de atividade proposta. Como qualquer outro atleta, as pessoas com diabetes que têm uma vida ativa precisam ter uma dieta nutritiva e bem equilibrada, com o objetivo de manter a glicose no sangue sob controle para melhor desempenho.

Veja abaixo sete dicas para quem tem diabetes praticar um esporte corretamente:

1. Esteja preparado 
A quantidade de glicose no sangue pode aumentar ou diminuir durante o exercício físico. Então, a alimentação ou a insulina (para aqueles que necessitam desse tipo de tratamento) são fundamentais para bom andamento da atividade.

2. Converse com seu médico
Exercícios de alto impacto devem ser validados pelo médico que acompanha o paciente. Ao tomar a decisão de praticar um esporte, o especialista poderá orientar a melhor forma de controlar o nível de glicose no sangue, bem como recomendar a frequência da atividade.

3. Confira sua glicose
A intensidade, duração e tempo dos exercícios podem alterar o nível de glicose no sangue. Portanto, é importante fazer a medicação antes, durante e depois da atividade.

4. Faça valer a pena
Existem diversas maneiras de ser ativo, seja por meio de esportes, caminhada, dança ou até mesmo em pequenas atitudes, como substituir o elevador pelas escadas. A dica é encontrar algo que dê prazer e que seja viável incluir na rotina.

5. Comece devagar
Exercite-se em um nível que seja confortável para você. Comece devagar e seja consistente. Isso vai ajudá-lo (a) a evitar dores e lesões.

6. Alimente-se bem
Coma diversas verduras e vegetais. Diminua o consumo de gordura saturada e de açúcar e opte pelos integrais em vez dos carboidratos refinados. O médico que acompanha o caso poderá ajudar a criar um plano de dieta de acordo com as necessidades individuais.

7. Mantenha a hidratação
Beba muita água antes, durante e depois do exercício para ajudar na hidratação do corpo.


Sobre o diabetes

O diabetes ocorre quando o pâncreas perde a capacidade de produzir insulina ou a produz de forma insuficiente, ou ainda quando há alteração da ação desta insulina no organismo. Estas alterações na produção ou ação da insulina causam aumento da glicemia (açúcar no sangue). A insulina é essencial para o bom funcionamento do organismo, já que é um hormônio que age transportando a glicose do sangue (absorvida na alimentação) para dentro da célula, servindo como fonte de energia.

Existem tipos diferentes de diabetes. São eles:

Tipo 1

Na maioria dos casos, trata-se de uma doença autoimune, caracterizada pela destruição das células beta do pâncreas, responsáveis pela produção de insulina. Este tipo é geralmente diagnosticado ainda na infância ou adolescência, mas pode surgir também em outras faixas etárias.

Tipo 2

É o mais comum e corresponde a 90% dos casos. Ocorre pela inexistência, insuficiência ou resistência à insulina (ação alterada da insulina). Cerca de 50% dos portadores de diabetes tipo 2 não sabem de sua condição, justamente pelos poucos sintomas que apresentam no início da doença.

Fonte: Burson Marsteller
Conheça os benefícios dos exercícios físicos para pacientes com diabetes Conheça os benefícios dos exercícios físicos para pacientes com diabetes Reviewed by Redação on 11/11/2015 06:30:00 PM Rating: 5

Nenhum comentário

Fale com a redação: contato@portaltelenoticias.com

-

Publicidade

-