Chega ao Brasil medicamento oral para esclerose múltipla mais prescrito nos EUA


Terapia proporciona uma nova abordagem de tratamento ao atuar na inflamação cerebral e já foi usada por mais de 130 mil pacientes em 32 países

(Foto: divulgação)
Medicamento já foi usado por mais de 130 mil pacientes em 32 países
Chega este mês ao Brasil Tecfidera (fumarato de dimetila), primeiro medicamento oral da Biogen para pacientes adultos com esclerose múltipla recorrente-remitente, forma mais comum da doença. Comercializado nos Estados Unidos, Canadá, Austrália e União Europeia, o medicamento tornou-se a terapia mais prescrita para o tratamento da doença no mercado americano, após seis meses de lançamento, e já foi usado por mais de 130 mil pacientes em 32 países.

Seu principal diferencial é proporcionar uma nova abordagem para tratar a esclerose múltipla, pois o fumarato de dimetila atua estimulando os genes envolvidos nas respostas anti-inflamatórias e antioxidantes, ativando a defesa do próprio organismo contra os radicais livres que causam o estresse oxidativo. Este problema é a principal consequência da inflamação cerebral comum à doença e causa envelhecimento e degeneração do órgão. Isto porque o sistema nervoso é composto por milhões de células não replicáveis, o que significa que, uma vez danificadas, elas provavelmente não se regenerarão.

A conveniência e a praticidade do tratamento oral são outros benefícios em relação às injeções, já que facilita a adesão do paciente ao tratamento. O medicamento tem ainda perfil favorável de segurança e tolerabilidade, com efeitos adversos gerenciáveis e transitórios, sendo os mais comuns rubor facial, diarreia, náusea e dor abdominal.

“Proporcionar aos pacientes um tratamento inovador com a conveniência da administração oral traz um impacto positivo e significativo para o tratamento da esclerose múltipla, uma doença complexa, em que a adesão e a individualização do tratamento são essenciais para a melhora da qualidade de vida do paciente”, afirma Elaine Rahal, diretora médica da Biogen Brasil.

A esclerose múltipla é uma doença inflamatória que acomete a bainha de mielina, membrana que envolve os axônios responsáveis por fazerem a comunicação entre os neurônios. Com a inflamação, e consequentemente o estresse oxidativo, a troca de informações entre as células nervosas fica comprometida. A causa da doença ainda é desconhecida, mas sabe-se que ela é crônica e degenerativa, e que fatores genéticos e ambientais podem estar relacionados ao seu aparecimento e evolução.

A esclerose múltipla afeta mais de 2,1 milhões de pessoas ao redor do mundo.  No Brasil, estima-se que aproximadamente 35 mil pessoas convivem com a doença, sendo que aproximadamente 13 mil estão em tratamento atualmente.

Eficácia e segurança comprovadas em estudos com mais de 2.600 pacientes

O fumarato de dimetila foi testado em um robusto programa de desenvolvimento clínico que incluiu dois estudos globais em fase 3, controlados por placebo, duplo-cegos e randomizados, chamados Definee Confirm, que acompanharam mais de 2.600 pacientes. E também em um estudo de extensão de longo prazo em andamento, Endorse, em que pacientes tratados foram acompanhados por mais de seis anos e meio.

Nos estudos, o medicamento demonstrou redução de importantes medidas de atividade da doença, como a ocorrência de surtos e o desenvolvimento de lesões cerebrais. Também mostrou ser um importante aliado no tratamento e retardo de características fisiopatológicas comuns à esclerose múltipla, como a inflamação crônica e a degeneração neurológica. Os resultados mostram que o medicamento reduziu em até 49% a proporção de pacientes que apresentaram surtos, em 53% a taxa de surtos anual e em 38% a progressão da incapacidade.

O medicamento estará disponível em duas dosagens: 120 mg e 240 mg.

Fonte: Ketchum
Chega ao Brasil medicamento oral para esclerose múltipla mais prescrito nos EUA Chega ao Brasil medicamento oral para esclerose múltipla mais prescrito nos EUA Reviewed by Redação on 11/09/2015 03:45:00 PM Rating: 5

Nenhum comentário

Fale com a redação: contato@portaltelenoticias.com

-

Publicidade

-