Saiba qual é a quantidade ideal de ração para o pet no dia a dia


"É preciso levar em consideração alguns dados como idade do animal, raça, porte, nível de atividade física, condição física e a ração escolhida", diz veterinária

(Foto: divulgação) 
Especialista frisa a importância de se prestar atenção nos
dados que vem no pacote da ração
Muitos donos de cachorros pecam por exagerar na quantidade diária de ração, ou pecam por deixar uma quantidade insuficiente para o animal. “Para determinar a quantidade ideal de ração, é preciso levar em consideração alguns dados como idade do animal, raça, porte, nível de atividade física, condição física e a ração escolhida, pois esses dados influenciarão diretamente na quantidade de ração que o animal deverá comer”, explica Beatriz Ribacionka, veterinária da Cão Ideal - empresa de educação de animais em São Paulo.

A especialista frisa a importância de se prestar atenção nos dados que vem no pacote da ração, pois em praticamente todas elas, os fabricantes colocam em sua embalagem uma tabela informando a quantidade ideal de ração que deve ser administrada por dia, em relação ao peso e idade do animal. E em alguns casos, as rações também incluem em suas tabelas a quantidade de ração que deve ser administrada por nível de atividade física praticada, assim, um cachorro que pratica atividades físicas vai comer mais que um cachorro que não pratica nenhuma atividade. “A partir desses dados, nós podemos dividir a quantidade total que deve ser administrada para o cão por dia, em quantas vezes for necessário”, conta.

Após ter o dado de quantos gramas da ração o animal deve comer por dia, o dono pode pensar em como administrar essa ração. De acordo com Beatriz, o ideal seria dividir essa quantidade em porções ao longo do dia, ao invés de deixar toda a ração disponível de uma vez só. “Se essa ração ficar muito tempo exposta, pode perder sua qualidade e/ou atrair animais indesejados (ratos, por exemplo), e se o cachorro comer toda a comida de uma vez, isso pode não lhe fazer bem e trazer consequências graves. Mas é claro que existem exceções e antes de fazer qualquer alteração na alimentação dos cães, é muito importante conversar com um médico veterinário”, orienta.

Ainda segundo a veterinária, quando pensamos em cães saudáveis, podemos citar alguns exemplos de como administrar a ração: cães filhotes devem comer 4 porções de ração por dia - portanto deve-se dividir a quantidade diária de ração em 4 porções, que podem ser administradas, por exemplo, pela manhã, hora do almoço, à tarde e à noite. Já cães adultos devem comer, pelo menos, 2 porções de ração por dia – aqui a quantidade diária de ração pode ser dividida em apenas duas porções, que podem ser administradas pela manhã e pela noite.

Os cães adultos devem comer ração de adultos, filhotes devem comer ração de filhotes e assim por diante. “É muito importante escolher a ração correta para o seu cão, pois cada uma contém características importantes para cada tipo de animal. Para isso, sempre converse com um veterinário, que vai te auxiliar na escolha da melhor ração e maneira de administrá-la, levando em consideração todas as particularidades do seu cão”, diz.

É importante ressaltar que, se a alimentação escolhida para o seu cão foi a ração, nenhum outro alimento deverá ser acrescentado a essa dieta, a não ser que seja sugerido pelo médico veterinário. “As rações são alimentos completos, balanceados e preparados para que não haja a necessidade de suplementação alguma”, completa a especialista.

Fonte: Atitude News
Saiba qual é a quantidade ideal de ração para o pet no dia a dia Saiba qual é a quantidade ideal de ração para o pet no dia a dia Reviewed by Redação on 9/30/2015 04:42:00 PM Rating: 5

Nenhum comentário

Fale com a redação: contato@portaltelenoticias.com

-

Publicidade

-