Governo Dilma tem índice de rejeição de 77% entre as pequenas e médias empresas


Estudo de Consultoria ouviu cerca de 150 representantes de PMEs espalhadas por SP, RJ, MG e PR

Mais de 77% das pequenas e médias empresas  (PMEs) no Brasil avaliam o segundo mandato de Dilma Roussef como péssimo para os negócios. O índice é fruto da recente pesquisa da Consultoria Doctor Trade, especializada em assessoria e gestão empresarial para PMEs.

A pesquisa foi realizada com mais de 150 representantes de pequenas e médias empresas espalhadas pelos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Paraná. Entre o público pesquisado, encontram-se companhias dos setores de alimentação, de varejo e de serviços.

Segundo o levantamento, menos de 2% avaliam as políticas econômicas do governo Dilma como boas ou ótimas. E pouco mais de 20% consideram a atuação da presidente como regular.

Quando questionados sobre os fatores que levaram ao baixo nível de avaliação, mais de 20% das PMEs apontam a desaceleração da economia e a alta da inflação no primeiro semestre. Entretanto, quase 15% afirmam que as questões internas têm mais impacto nos negócios do que a política de governo.

De acordo com Henriley Domingos, diretor da Doctor Trade, as PMEs são as primeiras a sentir os efeitos negativos de uma economia em queda, como acontece no Brasil. “Justamente por isso a avaliação do governo tem um alto índice de rejeição entre esses empresários”, explica Domingos.

Entretanto, segundo o consultor, os fatores internos de uma empresa são determinantes para o sucesso ou fracasso de um negócio. “Com um bom planejamento estratégico e uma boa gestão do negócio, o impacto do ambiente externo tende a ser bem menor”, completa.

Fonte: Retoque Comunicação
Governo Dilma tem índice de rejeição de 77% entre as pequenas e médias empresas Governo Dilma tem índice de rejeição de 77% entre as pequenas e médias empresas Reviewed by Redação on 8/10/2015 01:34:00 PM Rating: 5

Nenhum comentário

Fale com a redação: contato@portaltelenoticias.com

-

Publicidade

-