Saiba como lidar com cães possessivos e territorialistas


"A dica de ouro para repreender o cão é ignorá-lo", diz especialista em comportamento animal

(Foto: Dreamstime)
Antes do ataque os cães podem dar sinais de insatisfação;
 rosnar é o mais comum deles
Todo mundo com certeza já se deparou com cães possessivos e territorialistas, mas afinal, o que faz um pet ter esse tipo de comportamento? Com intuito de auxiliar os tutores, a Comac (Comissão de Animais de Companhia do SINDAN) e a especialista em comportamento animal Dra. Ceres Faraco apresentam quais são os primeiros sintomas de agressividade canina e como eles devem ser controlados.

O hábito de proteger objetos é um problema comum em cães e é desenvolvido desde a época de filhote sem que seus tutores percebam, devido a uma herança comportamental da espécie canina. Os objetos são propriedades particulares e sabemos que os cães nunca vão ao território do vizinho pedir um osso ou algo para comer, portanto eles necessitam preservar aquilo que possuem.

Segundo Dra. Ceres, é possível perceber a possessividade quando o pet está sempre tentando controlar os recursos (comida, brinquedos ou espaços) e até mesmo as pessoas. Também ocorrem casos em que dois cães brigam por comida, embora a “vítima” apenas tenha se aproximado demais do local onde está o alimento. Assim sendo, quem ousar se aproximar de seus tesouros estará correndo riscos de ataque.

“Antes do ataque os cães podem dar sinais de insatisfação; rosnar é o mais comum deles. Por esta forma de enxergar o próximo, trata-se de um animal que está sempre em estado de alerta, tendo dificuldades para relaxar, mesmo quando não exista nenhuma ameaça real”, diz Dra. Ceres.

A especialista também afirma que a maioria das pessoas interpreta de forma equivocada o objetivo do cão e acreditam que ele deseja ferir quem se aproxima, quando na verdade ele está passando uma mensagem para que aquilo que ele considera uma ameaça se afaste com seu aviso. O animal possessivo tem o costume de rosnar, ladrar, grunhir ou atacar outros animais e pessoas, sendo extremamente desconfiado e utilizando da agressão como forma de se proteger.

Há ainda os cães que parecem demonstrar ciúmes de outras pessoas ou animais de estimação. Eles percebem estes como rivais e são encarados como competidores no recebimento de atenção e carinho. “Um exemplo disto ocorre quando o cão se posiciona entre você e outra pessoa ou entre outro animal de estimação, tentando monopolizar sua atenção,” afirma.

Um cão com ciúmes pode atacar outro animal de estimação que se aproxima do tutor. Existem também os que utilizam como estratégia empurrões com o corpo para que o outro animal de estimação fique distante. Apesar de fazer parte da personalidade da espécie, cabe destacar que condutas agressivas devem ser consideradas um problema com potencial gravidade, devendo-se enfrentá-lo imediatamente.

Primeiramente ele deve ser avaliado por um médico veterinário, com objetivo de identificar possíveis problemas orgânicos. Após ter certeza de que o problema é de origem comportamental, é hora de procurar orientação de um especialista em comportamento canino.  “A dica de ouro para repreender o cão é ignorá-lo. Se você precisa mudar um comportamento indesejado, apenas recompense-o quando agir da maneira que você considera adequada. Não dê atenção ou retruque quaisquer sinais de que ele esteja sendo possessivo e territorialista, apenas afaste-se. Não diga nada, não o toque ou troque olhares. Ao ignorar este comportamento, você está ensinando-lhe que esta maneira não é aceitável e que não vai ter sua atenção até que fique calmo e com as quatro patas no chão,” finaliza.

Fonte: Holofote Comunicação
Saiba como lidar com cães possessivos e territorialistas Saiba como lidar com cães possessivos e territorialistas Reviewed by Redação on 11/05/2014 05:30:00 PM Rating: 5

Nenhum comentário

Fale com a redação: contato@portaltelenoticias.com

-

Publicidade

-