Veja 4 dicas para escolher um bom protetor solar


Especialista orienta sobre a proteção contra os raios solares

(Foto: Getty Images)
Imagem ilustrativa
As altas temperaturas deste verão, que tiveram em janeiro a média mais alta do mês nos últimos 71 anos (31,9 graus, segundo o Inmet), pedem cuidados especiais com a pele. O alerta é da dermatologista do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, Márcia Grieco. “É preciso proteger a pele dos efeitos danosos do Sol como queimaduras, câncer de pele e fotoenvelhecimento.”

Para entender o problema, a especialista orienta sobre a proteção contra os raios solares. “Além dos infravermelhos, que dão a sensação de calor, temos os raios ultravioletas.” Eles estão divididos em UVA – presente durante o dia inteiro, responsável pelo escurecimento (bronzeamento) da pele e por câncer de pele; UVB – mais intenso entre 10-16h, provoca queimaduras (eritema) e câncer de pele; e UVC – barrados pela camada de ozônio.

A proteção deve ser feita com filtros físicos ou bloqueadores, que são substâncias que dispersam e refletem a luz UV. Esses produtos, mais indicados para crianças, contêm na fórmula dióxido de titânio e óxido de zinco e são mais pastosos, pesados e opacos. Outra opção é usar os filtros químicos ou protetores, que absorvem radiação UVA e UVB. Os mais modernos protegem contra ambas. Sua fórmula contém benzofenonas, meroxyl XL, tinosorb M e S. Outra opção são as roupas fabricadas com fotoprotetor no tecido. Elas dão mais liberdade para crianças e pessoas que praticam esportes ao ar livre.

Veja abaixo as dicas da dermatologista Márcia Grieco, na hora de escolher protetores e bloqueadores solar:

1 - Os cremes e as loções cremosas são indicadas para peles secas/normais. Já as de “oil free” e géis, para peles oleosas e com acne (não comedogênicos). Por fim, os sprays são recomendados para áreas pilosas;

2 - Na embalagem do produto, procure a sigla PPD, que indica o grau de proteção contra os raios UVA. O ideal é que ela seja 1/3 do valor apontado no frasco para FPS (usado para proteção UVB);

3 - Evite a seção de bronzeadores. Eles nunca devem ser usados, pois não oferecem elementos para proteção e aumentam a chance de queimaduras;

4- A loção pós-sol deve ser usada para hidratação. Afinal, elas não corrigem possíveis queimaduras nem o fotodanos (envelhecimento, rugas e câncer de pele, entre outros), mas podem ser usados para refrescar e umidificar a pele.

Outras dicas

Evite a exposição ao Sol entre horário das 10h às 16h, em que as duas radiações estão no pico e podem causar sérios danos à pele. Considere ainda o uso de óculos e chapéus para proteção e lembre-se de reaplicar, a cada duas horas, seu protetor ou bloqueador. Caso perceba que a pele está vermelha ou sinta desconforto, com a presença de bolhas, mal estar e calafrios (insolação), procure um dermatologista para medicação adequada.
Veja 4 dicas para escolher um bom protetor solar Veja 4 dicas para escolher um bom protetor solar Reviewed by Redação on 3/07/2014 02:36:00 PM Rating: 5

Nenhum comentário

Fale com a redação: contato@portaltelenoticias.com

-

Publicidade

-