A fratura do lutador Anderson Silva e os desafios de sua recuperação


Artigo │ Por Giuliano Martins

(Foto: reprodução / YouTube)
Momento em que Anderson Silva quebra a fíbula
O mundo todo assistiu atônito à fratura de Anderson Silva no dia 28 de dezembro de 2013 durante o UFC 168 realizado em Las Vegas. O planeta se deparou com uma imagem muito forte na qual a perna do atleta se deforma totalmente após o impacto virando num ângulo, no mínimo, assustador.

Certamente, os telespectadores tiveram as mesmas dúvidas: É possível se recuperar após uma fratura como aquela? Ele conseguirá voltar a lutar com 100% do seu rendimento?

Alguns pontos devem ser analisados para respondermos a estas perguntas.

Quando qualquer lesão acontece o importante é saber se existe alguma predisposição. A qualidade do osso de Anderson Silva, segundo o médico que o operou, é completamente normal, livre de lesões anteriores. Apesar do prognóstico otimista, os tecidos ao redor dos ossos podem levar mais tempo para serem recuperados, e, neste momento, ainda não se tem como precisar o quanto.

Sabemos que a área da saúde - em especial a fisioterapia - evolui constantemente, e, por se tratar de uma fratura na qual as articulações não foram envolvidas, a reabilitação torna-se mais rápida e com maior probabilidade de sucesso.

Podemos, inclusive, citar um acidente emblemático para o esporte mundial que foi o protagonizado pelo ex-jogador de futebol profissional Ronaldo. A ruptura total dos ligamentos do joelho direito foi precedida por uma ruptura parcial, que o fez parar de atuar nos gramados, primeiramente, por cinco meses. Quando retornou, em abril de 2000, sofreu outro acidente mais grave enquanto jogava pelo Internazionale de Milão. Depois de um tratamento intenso, com muita fisioterapia, a maioria das pessoas já não acreditava mais na recuperação do craque. Mas, após quase dois anos afastado dos campos, Ronaldo voltou a jogar, alcançando o auge de sua carreira e deixando sua marca no futebol: na Copa do Mundo de 2002, quando foi a grande estrela, marcando dois gols contra a Alemanha na final e se tornou o artilheiro do campeonato, com oito bolas nas redes.

No caso de Anderson Silva, após o combate, o atleta foi levado imediatamente a um hospital em Las Vegas, onde o Dr. Steven Sanders, cirurgião ortopédico do próprio UFC, realizou um procedimento cirúrgico para reparar as fraturas. A nota oficial divulgada no site diz que foi inserida uma haste intramedular na tíbia esquerda do lutador, enquanto a fíbula quebrada acabou sendo estabilizada e não precisará de uma cirurgia à parte.

Como a própria entidade informou, o procedimento em Anderson Silva foi bem-sucedido, corrigindo as fraturas na tíbia e na fíbula, e que agora o ex-campeão dos pesos médios vai passar por um período de recuperação que varia entre três e seis meses, porém, a volta aos treinos não seria imediata, levando de seis a nove meses. A expectativa da equipe médica é de que Silva não tenha problemas em seu retorno aos combates.

(Foto: divulgação)
Giuliano Martins
Neste momento devemos fazer outras perguntas: Será que Anderson Silva vai conseguir chutar com a mesma gana e força que antes, sem medo de se lesionar novamente? Será que o fator psicológico não poderá atrapalhar seu desempenho?

Estes, sim, são pontos que, caso ele não os consiga superá-los, os mesmos podem afastar o nosso campeão dos octógonos precocemente!

Giuliano Martins é fisioterapeuta, diretor regional da Associação Brasileira de Reabilitação de Coluna (ABRC), perito do trabalho e proprietário do Instituto de Tratamento da Coluna Vertebral - ITC Vertebral Ribeirão e Curitiba.
A fratura do lutador Anderson Silva e os desafios de sua recuperação A fratura do lutador Anderson Silva e os desafios de sua recuperação Reviewed by Redação on 1/11/2014 08:23:00 PM Rating: 5

Nenhum comentário

Fale com a redação: contato@portaltelenoticias.com

-

Publicidade

-