Queda de laje interna 7 por dia em SP


Foram registradas 175 mortes em 2012; especialista sugere atenção especial às crianças

Levantamento da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo aponta que, a cada dia, em média, sete pessoas são internadas em hospitais públicos paulistas vítimas de quedas acidentais de estruturas como lajes, balcões ou sacadas, muros, telhados e torres.

No ano de 2012, foram registradas 2.832 internações deste tipo, com 175 óbitos. Cerca de 20% das internações envolveram menores de idade.

Para Ricardo Vanzetto, gerente médico do Grau (Grupo de Resgate e Atenção à Urgência e Emergência), o mais importante é evitar que as crianças usem a laje para brincadeiras. Mas, caso não seja possível, é de extrema importância sempre ter um responsável no local.

“Em muitos casos estas quedas ocorrem devido à ausência de estrutura de proteção. É imprescindível que a laje seja murada ou cercada, numa altura de no mínimo, 1,5 metro”, destaca o médico.

Dentre as lesões mais comuns nestes casos estão as de traumatismo craniano e o trauma de coluna. Também são comuns outras fraturas e lesões, como o rompimento de tecidos moles como fígado, baço e fraturas expostas.

Em casos de quedas em lajes, o gerente médico do Grau dá as seguintes recomendações:

- A primeira medida é tentar manter a vítima calma e imobilizada, segurando cuidadosamente sua cabeça para que ela não movimente a região do pescoço.

- Ligar para o Samu ou para o Resgate do Corpo de Bombeiros o mais rapidamente possível e informar com precisão o endereço no qual o acidentado se encontra, além de passar informações como a altura da queda e o estado da vítima, se há alguma fratura exposta ou sangramento e se ela está ou não consciente.

- Aguardar o socorro no local e evitar movimentar os membros da vítima, assim como manipular sangue ou outros tipos de secreções.


Fonte: Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo
Queda de laje interna 7 por dia em SP Queda de laje interna 7 por dia em SP  Reviewed by Redação on 7/26/2013 12:09:00 PM Rating: 5

Nenhum comentário

Fale com a redação: contato@portaltelenoticias.com

-

Publicidade

-