Especialista em estética alerta sobre os cuidados com a pele negra


Manchas, aparência acinzentada, foliculite, câncer de pele e acne, saiba como evitar estes problemas

(Foto: Getty Images)
"É preciso reforçar a hidratação diária", reforça a especialista
A principal diferença entre a pele negra e a branca é a produção de melanina, responsável pela pigmentação. A melanina diminui a propensão aos tumores cutâneos e minimiza o fotoenvelhecimento porque funciona como um protetor solar natural. Outra diferença da pele negra, que se torna uma ‘vantagem’, é o fato de possuir mais firmeza e elasticidade em comparação com a branca – isso porque os fibroblastos, elementos que são responsáveis pela produção de colágeno, são mais ativos.

Porém, tudo isso não minimiza os cuidados que a pele negra deve receber. O alerta é da especialista em estética e cosmetologia Joyce Rodrigues. “Em pessoas com a pele negra é muito comum encontrarmos problemas como manchas, oleosidade excessiva – e, consequentemente, acne -, foliculite e até câncer de pele. Isto prova que ela necessita de cuidados sim e que muitos mitos precisam ser derrubados neste sentido”.


Proteção Solar e câncer de pele

O primeiro mito, na visão de Joyce, envolve a proteção solar. Ela, ao contrário do que muitos pensam, é indispensável. “O uso de protetor solar é fundamental porque este tipo de pele tem predisposição à hiperpigmentação. Como a quantidade de melanina é maior na pele negra, ela precisa ser mais protegida que outras, para não pigmentar demais. Vale lembrar que a pele negra não fica avermelhada quando superexposta ao sol e por isso, não dá o “alerta” de que está sendo prejudicada.”

A exposição solar sem a devida proteção aumenta o risco de câncer de pele – em todos os tipos de pele. “Recomendo, no mínimo, um fator de proteção solar 30”, completa a especialista. “O filtro solar protege a degeneração do DNA das células e deve ser usado diariamente”.


Envelhecimento e excesso de oleosidade

Conforme já foi citado, a pela negra é mais resistente ao envelhecimento em função da atividade dos fibroblastos - elementos que são responsáveis pela produção de colágeno. Porém, até mesmo por esta característica, sofre com o excesso de oleosidade, que traz comedões e acne. Este quadro também resulta em manchas se não for tratado corretamente.

“Sobre o envelhecimento, é sempre melhor prevenir do que tratá-lo. Usar produtos como um BB Cream, desde a juventude, por exemplo, é uma forma simples e eficaz de prevenção”, aconselha Joyce. “Na pele negra recomenda-se higienizar o rosto duas vezes ao dia, preferencialmente com sabonetes líquidos, para evitar a formação de cravos e espinhas.”


Foliculite e manchas

A pele mais oleosa e a presença de pelos encaracolados fazem surgir pelos encravados e a foliculite – inflamação que pode até confundir-se com uma espinha. Para evitar o problema e as manchas que podem surgir em decorrência dele, a esfoliação física, feita semanalmente, é uma excelente opção.

Em se tratando de manchas, a pele negra é bem propensa a apresentar este quadro. Acne, queimaduras, procedimentos cirúrgicos ou estéticos – como peelings mal feitos ou depilação – são as principais origens. Melasmas são bem comuns e, em geral, surgem em decorrência da radiação solar, gestação e uso de anticoncepcionais.

Ela ressalta que o tratamento de peles negras deve ser feito com agentes menos agressivos, para dar melhores resultados. Isso porque, devido à maior quantidade de melanina, a pele negra pode “reagir” de maneira extrema a esses produtos mais fortes, produzindo manchas. “O tratamento é mais demorado, mas é mais satisfatório”, conclui.


Reforço na hidratação corporal

A pele negra, por ter a epiderme mais epessa, é mais resistente a agressões externas. Por outro lado, essa proteção natural da pele impede que ela absorva, satisfatoriamente, a penetração dos principais ativos dos hidratantes. Com isso, é comum que a pele do corpo resseque e apresente manchas esbranquiçadas.

“É preciso reforçar a hidratação diária, especialmente nas regiões mais ressecadas. Banhos longos e excessivamente quentes não são recomendados, assim como o uso de buchas e outros “esfoliantes” que possam agredir a pele diariamente, causando maior ressecamento", recomenda a especialista.
Especialista em estética alerta sobre os cuidados com a pele negra Especialista em estética alerta sobre os cuidados com a pele negra Reviewed by Redação on 7/17/2013 02:38:00 PM Rating: 5

Nenhum comentário

Fale com a redação: contato@portaltelenoticias.com

-

Publicidade

-