Entenda como funciona a blindagem de automóveis


Proteção salvou vida de apresentador da TV Globo durante recente tentativa de assalto

(Foto: divulgação)
Modelo Classe E Guard 2012 blindado
No último dia 4 de julho, o jornalista da TV Globo Carlos Tramontina sofreu uma tentativa de assalto na zona Sul da capital paulista. Assustado com a abordagem do criminoso, o apresentador reagiu colocando o carro que dirigia em movimento, sendo alvejado por dois tiros que, de acordo com a polícia, acertaram o para-brisa e a maçaneta do veículo. A tentativa de assalto só não virou tragédia porque o carro de Tramontina era blindado.

A blindagem automotiva tem sido cada vez mais utilizada no país como alternativa de proteção frente à violência urbana. De acordo com a Associação Brasileira de Blindagem (Abrablin), 8.384 veículos foram blindados em 2012, um crescimento de 2,7% na comparação com 2011, quando o país já havia batido o recorde no número de carros que receberam a proteção balística.

O universo da blindagem, porém, é acompanhado de muitas dúvidas. Como é feito esse tipo de proteção que salvou a vida do jornalista? Quais partes do carro recebem a blindagem? Para que tipo de carro o serviço é adequado?

O especialista Fabio Rovedo de Mello, da Concept Blindagens, responde as principais dúvidas sobre o assunto.

(Foto: reprodução / Twitter)
Fábio Rovedo de Mello,
da Concept Blindagens
1) Qualquer veículo pode ser blindado?

Todos os modelos de carros podem receber a blindagem, com a ressalva de que tenham potência superior a 90HP. Veículos com potência menor – como os de motor 1.0 – não devem receber a proteção, já que o peso da blindagem adicionada ao veículo reduz o desempenho do mesmo, além de provocar acelerado desgaste de peças como suspensão, amortecedores, entre outras.

2) Como é feita a blindagem e em quais áreas do veículo?

Depois de passar por uma vistoria para verificar funcionalidade dos sistemas em geral, o carro recebe uma proteção externa. As peças internas de forração, bancos e sistemas de acionamento de vidros são desmontados, para que a parte opaca (lataria) receba os painéis balísticos. Eles são instalados no teto, portas, painel inferior (onde ficam os pedais), caixas de rodas, pára-lamas dianteiros e painel corta-fogo. Nas colunas, no encosto do banco e tampão traseiro, fechaduras e retrovisores das portas é colocado aço inox. O aço também é fixado em toda a borda do pára-brisa, vigia, portas e vidros fixos para impedir qualquer ponto de vulnerabilidade que pode haver nas dobras do painel. Na área transparente do automóvel, os vidros são substituídos por outros especiais, compostos por diversas lâminas de vidros e polímeros. O número de camadas varia de acordo com o nível de proteção.

3) Quanto tempo demora o processo de blindagem?

O trabalho é feito em aproximadamente 30 dias. O ideal durante esse período é que o dono do carro visite a fábrica para acompanhar todas as etapas do processo. Isso gera mais confiança com relação ao trabalho ali realizado e constata que o que foi vendido foi realmente executado.

4) Qual é o nível de blindagem mais recomendado?

O nível mais utilizado do mercado é o III-A, que suporta até tiros de pistolas 9mm e revólveres .44 Magnum. Esse nível de proteção é o mais adequado a atual realidade enfrentada nos grandes centros, pois garante proteção contra as maiores ameaças de armas curtas de fogo (revólveres, pistolas e submetralhadoras) existentes nas mãos da criminalidade.

5) Para se blindar um carro, há documentações específicas?

Sim. Tanto pessoa física quanto jurídica precisa apresentar vários documentos, inclusive atestado de antecedentes criminais para solicitar a licença, que é obrigatória junto ao Exército Brasileiro.

6) Quais cuidados devem ser tomados na escolha da blindadora?

Solicitar documentos que comprovem que a empresa é legalizada junto ao Exército Brasileiro, na Polícia Civil e na Associação Brasileira de Blindagem (Abrablin). Verificar se os fornecedores utilizados por ela também são legalizados junto ao Exército. Atentar para propostas mirabolantes e preços muito baixos, pois podem estar comprometendo a sua segurança. Comprovar idoneidade da empresa, transparência e tempo de atividade no segmento são outros cuidados importantes que devem ser analisados antes de se bater o martelo e concretizar o negócio com qualquer empresa.

Fonte: Libris 

Entenda como funciona a blindagem de automóveis Entenda como funciona a blindagem de automóveis Reviewed by Redação on 7/10/2013 02:53:00 PM Rating: 5

Nenhum comentário

Fale com a redação: contato@portaltelenoticias.com

-

Publicidade

-