Lúpus: o corpo lutando contra ele mesmo


Pesquisas sobre a doença apontam possível melhora de pacientes por meio do uso de medicamentos associados à inserção do óleo de peixe na dieta

(Foto: Wikimedia Commons)
O paciente portador do lúpus produz anticorpos que agem contra as
células do próprio organismo
Doença autoimune inflamatória crônica, o Lúpus Eritematoso Sistêmico (LES) é uma enfermidade na qual ocasiona disfunção da resposta imune do corpo dos pacientes, resultando na produção errônea de autoanticorpos. Em suma, os pacientes portadores dessa doença, que pode acometer pessoas de qualquer sexo e idade entre 20 e 45 anos, produzem anticorpos que agem contra as células do próprio organismo, apresentando sintomas leves como febre, cansaço, dores articulares – geralmente ao amanhecer –, dores de cabeça e lesões na pele, normalmente em regiões as quais têm contato direto com o sol, e até sinais graves nos quais os rins, coração e vasos sanguíneos são os mais prejudicados. Ainda sem cura, o Lúpus é tratado continuamente por meio da utilização de fármacos imunossupressores (com a ação de reduzir as respostas imunes contra o paciente): os antinflamatórios e os corticoides.        

Esses remédios auxiliam no controle da atividade da enfermidade que, quando descompensada, gera inflamações resultantes em dores articulares e dificuldade de mobilidade. O paciente que segue o tratamento de forma adequada, e não apresenta atividade da doença, não tem restrições físicas e funcionais significativas. Segundo o docente do curso de Enfermagem da Faculdade Pitágoras de Londrina, Marcell Lozovoy, embora estudos das causas do Lúpus ainda sejam incertos, fatores ambientais, hormonais, imunológicos e genéticos estão sendo associados ao seu desenvolvimento. “Pesquisas mostram que as alterações hormonais, em especial a diminuição da testosterona, estão associadas à doença”, afirma. Apesar disso, os estudos não explicam o que leva à autoimunidade nestes pacientes.

Óleo de peixe contra o Lúpus 

Com o objetivo de estudar alternativas nutricionais para o tratamento de doenças consideradas de baixa intensidade inflamatória, como em indivíduos com Síndrome Metabólica, o especialista Marcell Lozovoy iniciou uma pesquisa envolvendo óleo de peixe na dieta desses pacientes. Por meio dos estudos, o professor descobriu que o óleo atua diretamente na melhoria dos efeitos inflamatórios e decidiu experimentar o mesmo tratamento em pacientes com doenças de alta intensidade inflamatória, como o Lúpus. “Até o momento, os dados possibilitaram publicar três trabalhos científicos, uma vez que os pacientes apresentaram melhoria significativa nos níveis de marcadores inflamatórios. Sendo assim, o uso do óleo, associado ao tratamento com corticoides, permitiria que sofressem menos efeitos colaterais da doença, o que acarretaria em uma melhora da qualidade de vida”, finaliza.

Fonte: S2Publicom 

Lúpus: o corpo lutando contra ele mesmo Lúpus: o corpo lutando contra ele mesmo Reviewed by Redação on 6/11/2013 08:34:00 PM Rating: 5

Nenhum comentário

Fale com a redação: contato@portaltelenoticias.com

-

Publicidade

-