Programas de trainee são alternativas para jovens recém-formados


Apesar da concorrência na seleção, as vantagens oferecidas pelas empresas aos trainees são o principal atrativo

Por Lorena Andrade
@lorena_pandrade

“Ao procurar uma oportunidade, as empresas exigem experiência. Para ter experiência, preciso de uma oportunidade”. É um clichê, mas também representa a realidade da maioria dos jovens recém-formados. Como alternativa para resolver esse dilema, muitos jovens têm buscado os programas de trainee, uma espécie de estágio específico para recém-formados dentro de uma grande corporação.

Nos principais processos de seleção do país, as organizações mais desejadas pelos jovens chegam a ter cerca de 20 mil inscritos. A intenção dos programas é preparar o jovem para assumir cargos de liderança dentro da empresa, fortalecendo os valores da organização e doando a energia para o crescimento profissional dentro da empresa.

A tarefa não é das mais fáceis. Além das exigências base de todos os programas como inglês avançado ou fluente, conhecimentos específicos sobre a área de atuação da empresa, experiências internacionais e até um terceiro idioma, as empresas procuram os jovens talentos que se adéquam à missão e aos valores.

O químico Ricardo Assis, de 23 anos, é um exemplo desses jovens que buscam por uma vaga de trainee. Formado em 2011 pela Unesp, ele se inscreveu para o programa de diversas empresas no ano passado. Segundo ele, os programas são a melhor maneira de entrar no mercado de trabalho, pois além de receber diversos treinamentos, é possível conhecer diversas áreas e pessoas e ter uma visão mais ampla e geral da empresa.

O maior desafio para quem participa do processo hoje é estudar determinados conteúdos e possuir alguns dos pré-requisitos. Segundo o psicólogo Tiago Nunes, 24 anos, as maiores dificuldades enfrentadas nos processos seletivos são “a ampla concorrência e ter que voltar a estudar coisas que a faculdade e o mercado de trabalho não exigem diretamente, como lógica”.

Apesar das dificuldades, os atrativos também são grandes. Durante os programas, os trainees recebem aconselhamentos por funcionários sêniores da empresa (coaching), remuneração compatível com o mercado (alguns chegam a ganhar R$6 mil no primeiro ano), além da possibilidade de intercâmbios. Assis afirma que uma das vantagens para o jovem trainee é o esquema de job rotation: “assim como eu, creio que muitos recém-formados ainda não têm 100% de certeza sobre qual área seguir, então o rotation ajuda a descobrir quais as áreas que você tem mais afinidade”.

Para se preparar para os processos, alguns sites oferecem dicas específicas, testes de inglês e raciocínio lógico. Além da preparação genérica para os processos, os jovens aconselham que os candidatos se aprofundem nos conhecimentos sobre a empresa e o mercado de atuação de cada uma.

Algumas empresas ainda estão com as inscrições abertas. Johnson e Johnson, International Paper, Dow, Votorantim, Danone, Brasil Foods e Ambev (o mais concorrido do país no ano passado) encerram suas inscrições até a segunda semana de setembro. Cielo, Whirlpool, Phillip Morris e BRMALLS só encerram as inscrições no fim do mês.
Programas de trainee são alternativas para jovens recém-formados Programas de trainee são alternativas para jovens recém-formados Reviewed by Redação on 9/04/2012 02:17:00 PM Rating: 5

Nenhum comentário

Fale com a redação: contato@portaltelenoticias.com

-

Publicidade

-