Hérnia de disco pode ser tratada sem cirurgia


Problema atinge 5,4 milhões de brasileiros. Para especialista, técnica de osteopatia é alternativa eficaz e não invasiva 

(Foto: Getty Images)
Dores nas costas sem causa aparente, formigamento e dores nos braços e pernas e a descoberta: você está com hérnia de disco. Depois do impacto da notícia é hora de partir para o tratamento. Se o medo de passar por uma cirurgia da coluna é um incômodo que todos querem evitar, há alternativas mais eficazes. A osteopatia é uma delas. "As técnicas da osteopatia dão alívio e segurança ao paciente, pois são eficazes e não invasivas", afirma o osteopata Bruno Homem de Mello, da Clínica Center Life de São José do Rio Preto, interior de São Paulo.

No país, segundo dados do IBGE, a hérnia de disco atinge 5,4 milhões de brasileiros, um número nada desprezível. E quem tem lombalgia, a popular dor nas costas, deve ficar atento, pois até 40% desses pacientes já têm a forma assintomática da hérnia de disco e não sabem. "O osteopata pode diagnosticar a hérnia de disco pela avaliação clínica e confirmá-la pelos exames de tomografia computadorizada ou ressonância magnética. Estes ajudam a determinar o tamanho da lesão e em que região da coluna está localizada", explica Mello.

Cada vértebra de nossa coluna é separada por um disco cartilaginoso, uma espécie de almofada que dá movimento e proteção a todo o sistema. A hérnia de disco acontece quando há uma lesão nesse disco, provocada por acidentes, quedas ou esforços exagerados, fazendo-o sair de sua posição original, o que compromete nervos e vasos e traz dor ao paciente. Há vários tratamentos que vão desde simples fisioterapia até cirurgias.

"Com a osteopatia utilizamos técnicas de mobilização, manipulação e funcionais específicas para cada tecido do corpo - articulação, ligamento, músculo, víscera ou crânio - que são aplicadas com o objetivo de inibir a tensão miofascial, relaxando a musculatura, diminuindo compressões e normalizando o sistema nervoso e a vascularização local, devolvendo a função normal à estrutura afetada", afirma o especialista. Segundo Mello, pacientes de todas as idades podem ser tratados, pois as técnicas são escolhidas de acordo com a idade e as condições de cada pessoa. "É difícil encontrar uma contraindicação absoluta para a osteopatia. Apenas casos como fraturas não consolidadas", exemplifica.

O que faz tantas pessoas escolherem a osteopatia em detrimento aos tratamentos convencionais? A resposta está em duas frentes: eficiência e ausência de procedimentos invasivos. "É que a osteopatia busca a causa da dor, sendo ela estrutural, visceral ou craniana, que então deixa de existir. Já nos tratamentos convencionais são usados métodos para mascarar a dor, mas, como não se elimina a causa, a dor pode voltar", diz. Segundo o especialista, na maioria dos casos seis atendimentos são suficientes para eliminar o problema.

Mas até para hérnia de disco vale o alerta de sempre: prevenção. "Não há dor em um corpo equilibrado. E a osteopatia proporciona justamente este equilíbrio, podendo agir de forma preventiva normalizando a mobilidade de cada vértebra da coluna antes que as patologias crônicas se instalem, e de forma curativa diminuindo o estresse sobre regiões que já apresentam desgastes", finaliza.

Fonte: Guimarães Comunicação
Hérnia de disco pode ser tratada sem cirurgia Hérnia de disco pode ser tratada sem cirurgia Reviewed by Redação on 7/02/2012 03:16:00 PM Rating: 5

Nenhum comentário

Fale com a redação: contato@portaltelenoticias.com

-

Publicidade

-