Google e Apple: briga pelos mapas


Artigo │ Por João Moretti

(Foto: divulgação)
João Moretti é diretor geral da MobilePeople - empresa especializada
em soluções móveis corporativas
A Apple mais uma vez surpreende e está em busca da supremacia em software. Para se livrar de vez do Google, o iOS 6, que será lançado em breve, contará com um sistema próprio de mapas on-line. Desta forma, os usuários dos dispositivos móveis da Apple poderão deixar de usar o Google Maps.

Esta não foi uma decisão recente. Na verdade, a Apple já vinha pensando nisso há algum tempo. Tanto que nos últimos anos adquiriu três empresas de mapeamento e localização. E a novidade certamente não foi surpresa para o Google, que uma semana antes anunciou melhorias no Google Maps e ressaltou que cobre mais de 180 países, além de interiores de aeroportos e shopping centers, com ajuda de aviões próprios, carros e bicicletas.

O interesse da Apple em se desvincular do Google aconteceu quando houve o lançamento do Android, que é o principal concorrente do iOs. Desde então, a Apple vem tentando se tornar independente do Google e o sistema de localização é só o primeiro passo.

No fim das contas, os sistemas são bem parecidos, mas o Google, com a sua experiência de oito anos neste mercado, sai um pouquinho na frente. Ambos têm imagens 3D, navegação passo a passo e podem ser iniciados por comando de voz. Mas o Google Maps mostra imagens de 360° no nível da rua e anunciou que permitirá baixar os mapas mesmo off-line. Ainda não temos certeza se estas facilidades estarão disponíveis no sistema da Apple. Mas em um quesito o iOS 6 sai na frente: permite gerar uma rota alternativa automaticamente, caso o trânsito esteja ruim, por exemplo.

Uma pesquisa do mercado mundial de smartphones divulgada pela International Data Corporation (IDC) destacou que no primeiro trimestre de 2012 estes sistemas juntos atingiram 82% do mercado — 59% do Android e 23% do iOS. No período, a consultoria afirma que foram comercializados 152,3 milhões de smartphones em todo o mundo.

No Brasil, a diferença dos dois (Android e iOS) é maior ainda. Estima-se que 27 milhões de brasileiros possuam smartphones, o que equivale a 14% da população, segundo pesquisa realizada pelo Google e Ipsos Media CT. E quando se trata de sistemas operacionais, o mais usado entre os entrevistados é o sistema Android, com 28%, seguido do Symbian, 13%, Windows Mobile, 12%, Blackberry OS, 10%, e o iOS fica com só 6%.

Ou seja, o Android, do Google, leva vantagem sobre o iOS, da Apple. Isto porque o Android é a plataforma de aparelhos de diversos fabricantes e muitos destes smartphones possuem preços mais acessíveis que o iPhone. Mas outra informação divulgada pelo Wall Street Journal e que merece atenção é que metade dos usuários do Google Maps possuem aparelhos Apple. Ou seja, com o novo sistema de cartografia trazido pelo iOS 6, o Google Maps perderá diversos usuários.

Isso não representa redução no faturamento do Google, mas é bom tomar cuidado, já que um dos objetivos da Apple é acabar com a hegemonia do Google no serviço de busca. Vamos acompanhar os próximos acontecimentos.
Google e Apple: briga pelos mapas Google e Apple: briga pelos mapas Reviewed by Redação on 7/31/2012 09:45:00 PM Rating: 5

Nenhum comentário

Fale com a redação: contato@portaltelenoticias.com

-

Publicidade

-