Cientistas identificam proteína contra o Mal de Parkinson


Descoberta aumenta as chances de desenvolver novas formas de prevenir ou tratar a doença 

(Foto: Getty Images)
Tremor nas mãos é um dos sintomas da doença
Pesquisadores israelenses identificaram uma proteína natural que protege as células cerebrais, do Mal de Parkinson. A proteína, chamada NID-13, se mostrou eficaz em camundongos de laboratórios. Essa descoberta aumenta as chances de desenvolver novas formas de prevenir ou tratar essa doença degenerativa, hoje incurável.

O Mal de Parkinson é causado pela morte de células cerebrais que produzem neurotransmissor do tipo dopamina. A maioria dos tratamentos atuais envolve a inserção de dopamina no cérebro. Mas a proteína NID-13, descoberta pelos pesquisadores do Bellinson Hospital e da Universidade Tel Aviv, previne a degeneração e a morte das células cerebrais.

A pesquisa identificou um gene chamado DJ-1, que reforça mecanismos de defesa e que, quando sofre mutações, aumenta o risco de Parkinson, esclerose múltipla e complicações neurológicas. Os investigadores concluíram que, para proteger as células nervosas, teriam que desenvolver uma droga que mimetizasse o gene DJ-1.

Com informações de haaretz.com
Fonte: Centro de Mídia Brasil-Israel (Cembri)
Cientistas identificam proteína contra o Mal de Parkinson Cientistas identificam proteína contra o Mal de Parkinson Reviewed by Redação on 7/05/2012 02:26:00 PM Rating: 5

Nenhum comentário

Fale com a redação: contato@portaltelenoticias.com

-

Publicidade

-