Saiba mais sobre o uso de piercing bucal


Prática ganha força entre o adolescentes, mas pode trazer algumas complicações se não houver o cuidado necessário

(Foto: reprodução / Getty Images)
O uso de piercings em várias partes do corpo é realizado há muito tempo pelas civilizações egípcias, romanas, maias, povos hindus e chineses. E ganha, hoje em dia, cada vez mais força entre os adolescentes, para os quais, os piercings refletem a busca pela independência, identidade, autonomia e uma forma a mais para se enfeitar. Na boca, os piercings podem ser colocados no lábio, na língua, nos freios labial e lingual e nas bochechas. A seguir, a dentista Juliana Machado, da Clínica Frigo, em São Paulo, esclarece algumas dúvidas:

TN - Quais são os riscos e complicações do uso de piercings bucais?

(Foto: divulgação)
Dra. Juliana Machado
Dra. Juliana - Dentre os riscos e complicações podemos citar: fratura dentária, necrose dos dentes pelo traumatismo, dificuldade da fala, deglutição e mastigação, infecção por instrumentos não esterilizados, recessão da gengiva, transmissão de hepatite B, AIDS, tétano, sífilis e tuberculose, perda de paladar, formação de hematoma, hemorragia, aspiração do piercing, hipersalivação, crescimento tecidual localizado, formação de cálculo (tártaro) sobre o metal, halitose (mau hálito) e alergias. A mucosa bucal é bastante sensível, ao contrário da pele, assim exige cuidados especiais por ser muito mais vulnerável a lesões.

TN - Quais os cuidados deve-se ter ao colocar um piercing bucal?

Dra. Juliana - Se mesmo sabendo de todos os possíveis riscos e complicações do uso de piercing você resolver colocar é importante seguir as seguintes dicas:
· Diminua a mobilidade do acessório: não brinque de torcer, girar ou tocar o piercing com as mãos, já que esses tipos de hábitos aumentam os traumas na mucosa.
· Tome muito cuidado durante a mastigação: na hora de provar os alimentos, certifique-se de que não está mordendo o piercing, o que pode provocar desgastes ou fraturas nos dentes.
· Tire-o durante a higiene bucal. Após alimentar-se, retire-o, escove os dentes, use o fio dental, higienize a língua e as bochechas internas com a escova e, em seguida, escove o piercing como uma prótese dentária antes de colocá-lo no local. O acessório precisa ser removido com frequência para permitir melhor assepsia.
· Recomenda-se evitar alimentos duros e redobrar os cuidados ao praticar esportes de impacto.
· É aconselhável ainda, visita ao cirurgião-dentista para controle.

TN - E o que é piercing dental?


Dra. Juliana - Uma das orientações como substituição do piercing bucal, o piercing dental, pode ser um cristal ou uma joia de ouro ou pedra preciosa, colada ao dente com o uso de resina, que não danifica nem desgasta o esmalte, não necessita uso de anestésico, e pode se removido sem nenhum dano ao dente quando não houver mais interesse.

Fonte: AgeImagem
Saiba mais sobre o uso de piercing bucal Saiba mais sobre o uso de piercing bucal Reviewed by Redação on 6/09/2012 08:20:00 PM Rating: 5

Nenhum comentário

Fale com a redação: contato@portaltelenoticias.com

-

Publicidade

-